Inter se anima com estreia na Série B e abre plano para subir logo

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/SC Internacional

A vitória por 3 a 0 diante do Londrina, fora de casa e sem grandes dificuldades, animou o Internacional na arrancada da Série B. A satisfação pelo triunfo foi tamanha que o clube escancarou: corre para subir logo. Tem pressa para garantir o retorno à elite. O plano envolve psicológico forte, campanha impecável em casa e respeito.

Pelo placar, o Inter já abriu a segunda divisão sendo líder.

E mais do que a ponta na tabela, o jogo no estádio do Café serviu para quebrar o gelo.

"Queremos ter personalidade para jogar, o que treinamos nós fizemos nesse jogo. O time não deu balão em momento algum, tentou propor o jogo sempre. Buscando criar oportunidades", citou Roberto Melo, vice de futebol do Inter.

Grande líder do elenco, D'Alessandro puxou o discurso de pés no chão. Mas também não escondeu a meta e os cuidados necessários para garantir acesso rapidamente.

"Fisicamente, taticamente e tecnicamente pode estar bem ou mal. Mas psicologicamente temos que estar fortes. Vamos ter viagens longas, alguns jogos vão estar quente. Vamos ter que deixar esses fatores externos de lado, queremos subir o mais rápido possível", disse o camisa 10, autor de um dos gols diante do Londrina.

Antonio Carlos Zago, contratado especialmente em cima do plano de disputa da Série B, não teve meias palavras. Em mais de um momento durante a entrevista coletiva, apontou que a meta é subir antes da última rodada.

"A gente sonha obter essa classificação o mais rápido possível", revelou o treinador. "É um campeonato longo, com distâncias mais longas ainda e precisamos nos preparar da melhor maneira para conseguir o acesso o mais rápido possível. Se vai ser em setembro, outubro ou novembro eu não sei", completou.

Além da cabeça, o Internacional aposta alto no Beira-Rio como diferencial. O fator local, com grande público, será explorado diante de equipes de menor expressão. Ou com proposta de jogo reativo, ou seja, à espera dos espaços.

"Sabemos que vai depender muito da nossa campanha em casa", afirmou D'Alessandro. "O mais importante é fazer o dever de casa, contra o ABC (no próximo sábado)", corroborou Zago. "Todo time grande quando joga a Série B tem pressão e quase obrigação de voltar à Série A. Mas se não demonstrar em campo, fica pelo caminho. Nós demos sinais de que entramos forte", sentenciou o treinador.

Na próxima quarta-feira, o Internacional volta a enfrentar um time da elite do futebol brasileiro. O Colorado visita o Palmeiras, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. E se o plano do time gaúcho se confirmar, esse duelo estará garantido em 2018 bem antes da última rodada da Série B.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos