Estreia na Série B alivia pressão e indica "caminho certo" para Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/SC Internacional

    D'Alessandro marcou o gol que abriu o placar na estreia do Inter pela Série B

    D'Alessandro marcou o gol que abriu o placar na estreia do Inter pela Série B

A estreia na Série B tirou a pressão do Inter. Depois de uma atuação convincente e o 3 a 0 sobre o Londrina, o Colorado encara uma nova realidade na competição. Tem um caminho a seguir e não quer deixar que o bom desempenho atrapalhe.

Durante a última semana, Antonio Carlos Zago viveu um clima tenso. Tinha visto sua equipe perder a final do Gauchão para o Novo Hamburgo e precisava de uma resposta imediata. Qualquer tropeço no primeiro jogo da história do clube na segunda divisão poderia ser fatal.

Mas o Inter em campo se mostrou totalmente distante do clima de pressão. Atuou naturalmente e venceu o Londrina sem qualquer dificuldade.

"Era importante estrear com uma vitória. E a equipe respondeu bem depois de não ter ganho o Campeonato Gaúcho. Tivemos uma regularidade no jogo, intensidade. O Londrina não teve nenhuma oportunidade e nós tivemos, até para ter um placar maior. Agora é dar seguimento na competição para que a gente possa conseguir essa classificação. A gente sonha obter essa classificação o mais rápido possível", disse o técnico Antonio Carlos Zago.

Mais do que os três pontos, a estreia tirou o peso da dúvida. O Inter não sabia bem o que encontraria no torneio. Agora, o jogo contra os paranaenses deu indícios de qual a conduta certa para se sair bem.

"A Série B é um campeonato complicado, está apenas no começo. É importante começar com pé direito, com vitória e, se possível, convincente. E acredito que foi assim. É um campeonato longo, com distâncias mais longas ainda e precisamos nos preparar da melhor maneira para conseguir o acesso o mais rápido possível. Se vai ser em setembro, outubro ou novembro... O Inter entra forte e espera conseguir uma das vagas", explicou Zago.

Desafio de manter alto nível

O desafio do Inter, agora, é não achar que 'será fácil'. Depois de não encontrar oponente no Londrina, a meta é manter o grupo com o mesmo foco do que foi apresentado anteriormente. Não deixar que a tranquilidade deixe de ser aliada e passe a ser inimiga do elenco.

"Todo time grande quando joga a Série B tem pressão e quase obrigação de voltar à Série A. Mas se não demonstrar em campo, fica pelo caminho. Nós demos sinais de que entramos forte na competição. O adversário era difícil, por um fio não foi à Série A no ano passado. Respeitamos, jogamos o jogo que nós esperávamos e que nós cobramos, e conseguimos uma vitória importante", explicou o técnico.

No próximo sábado tem a estreia em casa. Diante do ABC, a torcida receberá o Colorado pela primeira vez em uma partida de segunda divisão. E é exatamente nos aficionados que mora a aposta para o resgate do clube.

"Evidente que é importante, até para trazer confiança ao torcedor e ao grupo. Uma estreia convincente fora de casa e um jogo para passar confiança, mas sabendo que foi só o primeiro passo. Nunca jogamos essa competição, hoje ela se tornou realidade. Foi duro, tenho certeza que foi, mas a vitória foi importante", explicou o vice de futebol Roberto Melo.

Antes de pensar na segunda rodada, o Colorado terá pela frente a Copa do Brasil. Na quarta-feira encara o Palmeiras, no Allianz Parque, em duelo de ida das oitavas de final da competição.

UOL Cursos Online

Todos os cursos