Inter cede empate para o Juventude e sai vaiado na estreia de Guto Ferreira

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/SC Internacional

    Internacional e Juventude se enfrentam pela Série B do Campeonato Brasileiro

    Internacional e Juventude se enfrentam pela Série B do Campeonato Brasileiro

O Inter começou mal, poderia estar perdendo, mas deu sinais de melhora no segundo tempo. Marcou, e parecia seguro na partida. Até os 38 do segundo tempo, quando uma falha defensiva do Colorado acabou em empate e frustrou a estreia do técnico Guto Ferreira. Neste sábado (03), o 1 a 1 foi o terceiro jogo sem vitória do Inter na Série B.

Com apenas 5 pontos na competição, o time de Porto Alegre vive crise. Está distante da zona de classificação para a Série A do ano que vem. E viu o apoio se tornar protesto, logo no primeiro jogo com técnico novo. Já o Juventude chegou aos 8 pontos e está em terceiro na classificação.

Tudo porque no começo do jogo o Internacional foi muito mal. Perdeu 45 minutos repetindo os mesmos erros de toda temporada. Praticamente não criou. E após alteração de Guto Ferreira, melhorou. Mas o nervosismo ao sofrer o gol pesou. Depois do empate, foi o Ju que passou a empilhar oportunidades e por pouco não virou.

Ao som de vaias, o jogo teve fim em clima tenso. Na terça-feira, o Colorado encara o Figueirense. Já o Ju terá pela frente o Criciúma.

Deslocado, Pottker se esforça para dar poder ofensivo ao Inter

Não foi fácil, mas William Pottker foi quem melhor conseguiu atuar no sistema ofensivo do Inter. Mesmo deslocado na maior parte do jogo, o ex-jogador da Ponte Preta abriu espaços, não desistiu um minuto sequer, só não conseguiu marcar gols. 

Léo Ortiz falha em gol do Ju

Léo Ortiz não vive boa fase. O jovem zagueiro do Internacional não está mostrando o mesmo futebol que o fez virar titular do time. Neste sábado, novamente, em cruzamento às suas costas, gol do time adversário. 

Guto Ferreira muda time e Inter melhora

Em seu primeiro jogo no comando do Internacional, Guto Ferreira não mudou o esquema utilizado por seu antecessor. No 4-3-3, o Colorado foi montado com Rodrigo Dourado centralizado, Uendel no meio-campo e Carlinhos na lateral esquerda. D'Alessandro jogou no trio ofensivo pela direita e Pottker aberto no lado canhoto. Reflexo disso foi exatamente o mesmo defeito apontado nos jogos passados, dificuldades de criação no primeiro tempo. Mas ao ver isso, Guto Ferreira não se omitiu. Mudou no intervalo tirando Uendel e colocando Carlos. O sistema passou ao 4-2-3-1, com D'Alessandro centralizado. E logo no começo da etapa final, o Colorado abriu o placar. 

Juventude: conduta padrão para enfrentar o Inter

O Juventude fez o que todos os rivais que enfrentam o Internacional na Série B fazem. Fechou-se. Sem interesse algum de manter a posse de bola ou mesmo sair para o jogo, o Ju postou todos os seus jogadores no campo de defesa e tentou, quando retomava a bola na maioria das vezes após erros do Inter, apostar na velocidade dos jogadores de lado. Teve uma boa chance logo aos 2 minutos de jogo, outra aos 40, de falta, e aprincipal aos 43, quando Junio evitou o gol. Mas na maioria do tempo assistiu o Colorado rondar a sua área. Moveu-se, em abola, de um lado a outro fechando os espaços.

Vaias ao fim do primeiro tempo

O primeiro tempo foi pobre. E quem mais precisava era o Inter. Em casa, vindo de dois jogos sem vitória e com técnico novo, o Colorado pouco mudou e nada criou. Depois do apito final do primeiro tempo, as vaias começaram a perturbar. Não foram muitas, é verdade, mas os sinais de insatisfação já ficavam evidentes no Beira-Rio. O time de Porto Alegre começou a rodada em 15º lugar. Distante da zona de classificação para a primeira divisão do ano que vem.

Segundo tempo: Guto muda e Inter cresce

Guto Ferreira participou diretamente da vitória do Inter. O treinador percebeu o momento ruim da equipe e não se omitiu. Alterou taticamente, centralizou D'Alessandro e viu o placar, mesmo sob muito sofrimento, ser construído na segunda etapa. No 4-2-3-1, o Inter abriu mão de atuar tanto pelos lados, trocou passes curtos no meio e conseguiu abrir o bloqueio bem feito pelo Juventude. 

Juventude empata no final e frustra Colorado

Aos 38 minutos do segundo tempo, após o Inter marcar e perder outras duas chances de gol, foi o Juventude que conseguiu. Em uma bola que a defesa do Inter saía para abafar, um cruzamento encontrou Tiago Marques. E, de cabeça, ele frustrou a vitória vermelha. 

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 X 1 JUVENTUDE


Data: 03/06/2017 (Sábado)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Marcelo Aparecido R. de Souza
Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo
Renda: R$ 396.893,00
Público: 18.626
Cartões amarelos:  Bruno Collaço (JUV), Tiago Mendes (JUV), Leílson (JUV); Uendel (INT), D'Alessandro (INT), Edenílson (INT)
Gols: Nico López, do Inter, aos 2 minutos do segundo tempo; Tiago Marques, do Juventude, aos 38 minutos do segundo tempo; 

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Junio (Fabinho), Ortiz, Cuesta e Carlinhos; Dourado, Edenílson, Uendel (Carlos), D'Alessandro; Pottker e Nico López (Sasha).
Técnico: Guto Ferreira

JUVENTUDE
Matheus Cavichioli; Vinícius (Micael), Domingues, Ruan Renato e Bruno Collaço; Fahel (Diego Felipe), Lucas, Juninho, Leílson e Caprini (Ramon); Tiago Marques.
Técnico: Gilmar Dal Pozzo
 

UOL Cursos Online

Todos os cursos