Inter sofre, mas bate o Figueirense e espanta crise na Série B

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/SC Internacional

    Jogadores do Internacional comemoram gol contra o Figueirense na Série B

    Jogadores do Internacional comemoram gol contra o Figueirense na Série B

O Internacional venceu, finalmente. Nesta terça-feira (06), o Colorado saiu na frente, sofreu empate, quase levou a virada, mas usou o contra-ataque para vencer por 2 a 1 no Orlando Scarpelli. O resultado rompe uma série negativa de três jogos na segunda divisão.

Foi a segunda vitória na competição prioritária do ano. O Colorado pulou para 8 pontos na classificação e ocupa a 5ª colocação. Já o Figueirense parou com 6 pontos e é o 13º. Na próxima rodada, sábado, os gaúchos recebem o Náutico e os catarinenses visitam o ABC-RN.

Em campo, Inter e Figueirense criaram pouco no primeiro tempo. Os gols saíram de momentos esporádicos e falhas defensivas. Na etapa final, os catarinenses cresceram bastante e depois dos 20 minutos passaram a empilhar chances, fazendo o goleiro Danilo Fernandes trabalhar bastante. E o Inter, ao sofrer mais, usou o contra-ataque para fazer seu gol. Juan encontrou Pottker e Diego recebeu cruzamento para jogar para longe o jejum de vitórias.

Sem seis titulares, o Colorado espera enfileirar bons resultados e finalmente frequentar a zona de retorno à elite. Hoje, o posto entre os quatro primeiros só não é do Inter por um ponto. E na próxima rodada, a liderança pode ser alcançada com uma vitória e resultados combinados.

Danilo Fernandes evita a virada

Quando o Figueirense atacava mais, o Internacional precisou de seu goleiro. E Danilo Fernandes não decepcionou. Com defesas e intervenções importantes, foi o responsável por evitar a virada. 

Carlinhos é atrapalhado por sistema 

Carlinhos não teve facilidade no jogo. Com o Figueirense utilizando de sobremaneira seu lado para atacar,  o lateral colorado sofreu. Desta forma, não conseguiu exercer boas ações ofensivas e defensivamente acabou sobrecarregado. 

Pottker ainda não lembra goleador da Ponte Preta

William Pottker era a principal aposta do time do Inter recheado de reservas contra o Figueirense. Mas não brilhou. Ainda sem lembrar o goleador da Ponte Preta eleito melhor jogador do Campeonato Paulista, o atacante atuou novamente aberto pelo flanco e esteve longe do gol. Pelo menos deu assistência para o gol da vitória. 

Pouco futebol, esforço e lances esporádicos

O Internacional fez pouco, mas o Figueirense não fez muito mais. Em campo, gaúchos e catarinenses criaram quase nada. Distribuíram passes errados e chagaram, um ao gol do outro, apenas em lances esporádicos. Foi o time vermelho que abriu o placar. Cruzamento de Carlinhos, em escanteio, e cabeceiu de Victor Cuesta. Mas alguns minutos mais tarde, também em cruzamento, o Figueirense empatou. Os gols não deram brilho ao primeiro tempo, que mostrou uma incapacidade ímpar de parte a parte em realizar uma boa partida.

Figueirense acha o caminho e perturba Inter

O Figueirense levou 20 minutos mas achou o caminho para vazar a zaga do Inter. O lado esquerdo defensivo gaúcho. Carlinhos contando com pouco auxílio de Carlos, que atuou à sua frente no 4-2-3-1 montado por Guto Ferreira, não conseguiram conter as movimentações velozes de Robinho, Juliano e Jorge Henrique. E o gol de empate nasceu exatamente por ali. Em uma troca de passes rápida que aproveitou-se das costas de Carlinhos e acabou com gol de Henan.

Inter é pressionado e vence no contra-ataque

Quem esperava o Interacional como protagonista em toda Série B, no segundo tempo do duelo com o Figueirense já viu o contrário. Pressionado pelos donos da casa, o Colorado passou a adotar o contra-ataque como principal arma. Sofreu, atacou, e o jogo ficou franco. A cada ataque, um terror para a outra defesa. E foi exatamente ao 'sofrer' o jogo que o Inter marcou. Depois de Danilo Fernandes fazer duas defesas muito complicadas, Juan encontrou Pottker que cruzou para Diego marcar. 

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 1 X 2 INTERNACIONAL


Data: 06/06/2017 (Terça-feira)
Local: Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza 
Auxiliares: Daniel Luís Marques e Ricardo Pavanelli Lanutto 
Cartões amarelos:  Leandro Almeida (FIG); Carlos (INT), Carlinhos (INT), Diego (INT); 
Cartões vermelhos: Leandro Almeida (FIG)
Gols: Victor Cuesta, do Inter, aos 14 minutos do primeiro tempo; Henan, do Figueirense, aos 21 minutos do primeiro tempo; Diego, do Inter, aos 30 minutos do segundo tempo; 


FIGUEIRENSE
Thiago Rodrigues, Dudu, Leandro Almeida, Bruno Alves, Iago; Pereira (Luigi), Dudu Vieira (Joãozinho), Juliano (Marco Antonio), Jorge Henrique; Robinho e Henan.
Técnico: Márcio Goiano

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Junio, Danilo Silva, Victor Cuesta e Carlinhos; Fabinho, Charles, Roberson (Valdemir), Carlos (Diego) e William Pottker; Brenner (Juan).
Técnico: Guto Ferreira
 

UOL Cursos Online

Todos os cursos