Pressão, desgaste, falta de tempo: Inter tem jogo tenso com Figueirense

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • VINíCIUS COSTA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    William Pottker é o único titular do setor ofensivo a encarar o Figueirense, nesta terça

    William Pottker é o único titular do setor ofensivo a encarar o Figueirense, nesta terça

O momento do Inter é paradoxal. Precisa de tempo para treinar sob comando da nova comissão técnica, mas tem uma série de jogos pela frente. Necessita vencer para acalmar os ânimos e abafar a pressão, mas preserva jogadores devido ao desgaste de jogos. Com tantos ingredientes, o jogo das 20h30 (de Brasília) desta terça-feira (06) se torna tenso e perigoso.

O clima esquentou depois do empate com o Juventude, no sábado, no Beira-Rio. Torcedores protestaram em frente ao portão de saída dos jogadores e reclamaram muito. Sem violência, xingaram atletas, direção, comissão técnica. Tudo por conta dos resultados recentes, que colocam o time vermelho apenas em 10º na Série B.

A análise da comissão técnica foi que o desgaste pesou. Porém, o dilema que se apresenta é evidente. Há necessidade de treinar, porque Guto Ferreira não teve tempo de colocar suas ideias em prática até agora, já que assumiu o time há menos de uma semana. Mas não há tempo para isso, porque nas próximas cinco semanas jogos terça e sábado se apresentam.

Para resolver tal equação, o Inter optou por preservar seis titulares do jogo diante dos catarinenses. Nico López, D'Alessandro, Edenílson, Léo Ortiz, Rodrigo Dourado e Uendel sequer foram relacionados. Ficaram em Porto Alegre, onde o técnico Guto Ferreira - que uniu-se ao grupo em Santa Catarina apenas nesta terça - deu treinamento.

Mas ao tomar esta decisão, o comandante arriscou ampliar o clima tenso no time. Se não vencer, a situação pode se tornar ainda pior e a revolta da torcida ser amplificada no jogo seguinte, diante do Náutico, em casa.

"O desgaste é visível. O por que disso? Temos jogadores com 29 jogos na temporada, sendo qe o Inter fez 32. Estamos no mês quatro de atividade, e nestes quatro meses fizeram 29 jogos. Isso vai dizer que estarão com com 58 em oito meses. Vão ser 70 jogos na temporada. Isso tem que ser 'puro sangue' (referência a cavalos de corrida) para fazer em alta performance essa totalidade de jogos. Com certeza, durante a temporada, quem fizer isso tem que estar iluminado para não machucar e ter queda de desempenho. Fizemos um processo dentro do Bahia neste ano que nos proporcionou ganhar a Copa do Nordeste, porque tivemos um time estruturado, mais que os adversários, que por jogar muito perderam jogadores e não estavam no ápice. Nós subindo, Sport e Vitória caindo. E numa competição como a Série B, na Ponte ou Bahia, utilizamos isso de tirar um ou outro jogador, nunca a totalidade", justificou Guto Ferreira.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE X INTERNACIONAL
Data e hora:
06/07/2017 (Terça-feira), às 20h30 (Brasília)
Local: estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Transmissão na TV: Sportv e PPV
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliares: Daniel Luís Marques e Ricardo Pavanelli Lanutto (ambos de SP)
FIGUEIRENSE: Thiago Rodrigues, Dudu, Leandro Almeida, Bruno Alves, Iago; Pereira, Dudu Vieira, Juliano, Jorge Henrique; Robinho e Henan.
Técnico: Márcio Goiano
INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Alemão (Ceará), Danilo Silva, Victor Cuesta e Carlinhos; Charles, Fabinho, Carlos, Roberson e William Pottker; Brenner.
Técnico: Guto Ferreira

UOL Cursos Online

Todos os cursos