Ídolo campeão do Mundial amarga fim da fila e trabalha anônimo no Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Divulgação SC Internacional

    Ceará espera nova oportunidade no Internacional e trabalha anônimo no CT do clube

    Ceará espera nova oportunidade no Internacional e trabalha anônimo no CT do clube

Ele foi campeão da Libertadores. No Mundial de clubes, protagonista ao marcar Ronaldinho Gaúcho. E sem deixar o então melhor do mundo criar problemas à defesa do Inter uma vez sequer. Mas quem vê Ceará, hoje aos 36 anos, nos treinamentos do Colorado pouco recorda-se dos tempos passados. Anônimo, no fim da fila por uma chance no time que disputa a Série B, ele trabalha agurardando dias melhores.

Ceará foi contratado pelo Inter em um momento complicado. Do meio para o fim do ano passado, o Colorado precisava de uma alternativa na lateral. Em meio a uma temporada catastrófica, que acabou com o rebaixamento inédito à Série B, os gaúchos fecharam com o jogador sem saber de uma lesão. Ao detactar o problema, cancelaram o acordo. Mas Ceará já havia rescindido com o Coritiba, seu ex-clube. E em seguida, fechou com o Inter por dois anos.

No Colorado, ele participou dos últimos jogos do ano. Ao lado de Alex, tornou-se imediatamente um dos líderes do time. Foi bem na maioria das ocasiões em que participou dos jogos, tanto na direita quanto improvisado eventualmente na esquerda. Mas o trabalho coletivo foi insuficiente para evitar o rebaixamento.

A temporada 2017 começou com oportunidade. Nos dois primeiros jogos do ano, Ceará foi titular. Mas ocorreu uma lesão e a longa recuperação freou o posto entre os principais jogadores do time. Virou reserva, e hoje tal posto não é frequente.

Antonio Carlos Zago utilizava William como titular, Alemão e Junio em seguida e Ceará como terceira opção. Guto Ferreira chegou, William não atuará mais pelo clube pois foi vendido ao Wolfsburg, da Alemanha, e nem mesmo com a lesão de Alemão o quatro foi alterado. O treinador preferiu improvisar Edenílson na lateral e Ceará sequer tem sido relacionado para os últimos jogos.

Excepcionalmente, ele foi chamado para compor o elenco após a suspensão de Fabinho. Por isso, é alternativa para a partida de sábado diante do Santa Cruz. 

Anônimo, um ídolo da torcida trabalha em busca de oportunidades. Como um jovem que está começando, o experiente jogador que já passou pelo PSG, conquistou as maiores glórias da história do Inter e ainda teve destaque no Cruzeiro, treina sem fazer qualquer reclamação e busca ainda ajudar na preparação dos mais jovens.

Nos bastidores do clube, a análise aponta para uma queda de vigor físico, natural da idade avançada. Mesmo que os índices de preparação sigam positivos, ele já não teria a mesma força de antigamente.

O Inter volta a campo neste sábado para encarar o Santa Cruz. O jogo será disputado no Arruda e começa às 16h30 (de Brasília). 

UOL Cursos Online

Todos os cursos