De volta ao Beira-Rio, Inter tenta reconquistar torcida e encerrar protesto

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeferson Guareze/AGIF

    D'Alessandro volta ao time depois de cumprir suspensão. Inter precisa vencer

    D'Alessandro volta ao time depois de cumprir suspensão. Inter precisa vencer

O Internacional está de volta ao Beira-Rio. Nesta terça-feira (20) a partir das 21h30 (de Brasília), o Colorado encara o Paraná após dois jogos fora de casa. E o clima está longe do ideal. Em meio a cobranças da torcida, o time gaúcho sabe que o jogo pode servir para reconquistar os aficionados ou desencadear uma nova série de protestos.

Tão logo acabou a partida contra o Santa Cruz, empate por 0 a 0 no último sábado, os torcedores do Internacional iniciaram uma onda de reclamações e ameaças por meio das redes sociais. Cobrando diretamente dos jogadores e da direção do clube atitudes pela melhora na classificação na Série B. Hoje o Inter é 5º colocado.

Caso contrário, os torcedores ameaçam novamente realizar protestos no pátio do Beira-Rio. E não seria a primeira vez neste ano.

A conduta que virou rotina a cada infortúnio na campanha do ano passado - que culminou no rebaixamento - seguiu em 2017. Depois do empate com o ABC em casa, um grupo ainda pequeno de torcedores fez tanto barulho que atrasou o processo de entrevistas coletivas na sala de imprensa, cuja porta para o pátio era de vidro e autorizava a visualização de quem estava se manifestando.

O Inter, já para o próximo jogo, trocou a porta por uma de material que não fosse translúcido. Assim, ao menos o contato visual tornou-se impossível. E foi quando novamente houve protesto. Revoltados com o empate em casa diante do Juventude, os gritos no pátio do estádio vermelho foram fortes. "Time sem vergonha" era a frase em meio a palavras de baixo calão.

E o 'casamento' que o Colorado esperava fazer com a torcida para resgatar o clube da segunda divisão viu-se em crise. A razão para tamanha desconfiança são os resultados do time. Derrotado pelo Novo Hamburgo na final do Gauchão, longe do topo da cabeça na Série B, o Inter precisa mostrar aos aficionados que podem confiar no time.

O último jogo em casa simbolizou apenas a primeira vitória como mandante. O 4 a 2 no Náutico, lanterna da competição. Pouco para os esperançosos colorados.

Diante do Paraná, que vem de duas vitórias seguidas na competição, Guto Ferreira ainda tem problemas. D'Alessandro e Fabinho voltam, mas a zaga sofre com uma série de jogadores lesionados.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X PARANÁ
Data e hora:
20/06/2017 (Terça-feira), às 21h30 (Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Transmissão na TV: PPV e Sportv
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Auxiliares: Cristian Passos Sorence e Edson Antonio de Sousa (Ambos de Goiás)
INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Junio, Danilo Silva (Léo Ortiz), Klaus e Uendel; Rodrigo Dourado, Fabinho, Marcelo Cirino, D'Alessandro e Eduardo Sasha; Nico López.
Técnico: Guto Ferreira
PARANÁ: Richard; Cristovam, Rayan, Eduardo Brock e Igor; Leandro Vilela, Gabriel Dias e Matheus Carvalho; Robson, Minho e Felipe Alves.
Técnico: Cristian de Souza

UOL Cursos Online

Todos os cursos