Treino do Inter tem torcedor irritado e ameaças: "o bicho vai pegar"

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeferson Guareze/AGIF

    Técnico Guto Ferreira foi alvo de protesto da torcida do Internacional

    Técnico Guto Ferreira foi alvo de protesto da torcida do Internacional

Eram poucos mas barulhentos. Perto de 10 torcedores protestaram durante o treinamento do Internacional nesta quarta-feira (21). Depois do mau rendimento contra o Paraná, os aficionados xingaram bastante durante as atividades.

"Tem que correr, tem que suar, senão o bicho vai pegar", ameaçava um dos aficionados. "Guto, tu não está treinando o Bahia", bradava outro. "Vamos correr, seus mercenários", dizia mais um em meio a uma enxurrada de palavrões.

Tudo porque a campanha do Inter está longe do ideal. Com apenas 14 pontos, o Colorado está fora da zona de classificação para a primeira divisão do ano que vem.

Depois do jogo contra o Paraná, na terça, cadeiras foram quebradas e arremessadas dentro de campo. A torcida protestou também no pátio depois da partida.

"A pressão vem desde o início do ano. Sabemos que será um ano difícil, complicado. Temos que absorver isso, pegar estas situações como motivos para levantar, nos dar mais forças e trabalharmos tranquilamente. O torcedor tem total direito de se manifestar de forma até triste, chateado... A gente também não está feliz com os resultados, principalmente ontem, queríamos ter vencido a qualquer custo. Saímos chateados como eles. É pegar estes protestos e tirar forças para poder fazer um trabalho bem feito. Estamos quatro pontos atrás do líder, pontuação de G-4. Não é motivo de desespero", disse o goleiro Danilo Fernandes.

Os gritos dos torcedores vinham da Avenida Edvaldo Pereira Paiva, cujo CT Parque Gigante fica às margens. As baterias de xingamentos não pararam enquanto os jogadores trabalhavam no campo.

O clima é tenso também internamente. O trabalho do técnico Guto Ferreira é posto em dúvida a partir da falta de um bom rendimento do time. Segundo a direção do Inter, porém, não há ameaça de demissão.

O próximo compromisso do Inter é contra o Brasil de Pelotas, fora de casa, no sábado.
 

UOL Cursos Online

Todos os cursos