Inter mantém rotina de treinos fechados e 'exílio' por melhor rendimento

Marinho Saldanha

Do UOL, em Viamão (RS)

  • Jeremias Wernek/UOL

    Resort Vila Ventura, QG do Internacional por recuperação na Série B do Brasileiro

    Resort Vila Ventura, QG do Internacional por recuperação na Série B do Brasileiro

Distante de tudo e de todos. É assim que o Inter quer melhorar seu rendimento na Série B do Brasileiro. Com um período de uma semana utilizando o resort Vila Ventura, em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre, o clube gaúcho mantém imprensa, torcedores e qualquer pessoa alheia ao clube distante da equipe principal. 

Todos os treinamentos realizados distante do Beira-Rio ou do CT Parque Gigante tem a maior parte fechada. Somente aquecimento é autorizada entrada de profissionais de mídia para realização de imagens. Antes de qualquer trabalho mais forte, todos são convidados a se retirar. 

O resort usado pelo Inter já recebeu a seleção do Equador durante a Copa do Mundo de 2014 e a seleção brasileira em preparação para a Copa América de 2016. É afastado do centro da cidade de Viamão e distante de qualquer manifestação de torcedores. Apenas alguns hóspedes e profissionais que trabalham no local permanecem durante os trabalhos do Colorado. E como o campo utilizado fica também distante das acomodações, ninguém assiste os treinos. 

Não há manifestação de apoio ou cobrança, não há contato com outras pessoas. É um período de 'exílio' que o clube espera utilizar para melhorar as valências físicas e técnicas na Série B. 

Se trata da primeira semana de treinamentos que Guto Ferreira tem para observar os jogadores. E, como previsto por ele, o crescimento deve ocorrer exatamente por força dos trabalhos realizados. 

"Eu tenho uns atiradores mirando lá para cima", brincou o treinador quando a imprensa deixava o campo do resort após ver apenas o aquecimento dos atletas. 

Trabalho dividido e novatos

Nesta terça, o trabalho mostrou três grupos de atletas. Um deles, os jogadores que atuaram contra o Brasil de Pelotas exceto Uendel, que está suspenso do próximo jogo, e Edenílson. Carlinhos esteve nesta relação, junto a Victor Cuesta e Mossoró e os demais atletas que considerados titulares. Talvez um indicativo de time e testes a serem realizados. 

Para completar o trabalho, foram chamados vários jogadores dos times de base. O zagueiro Vitor, o lateral esquerdo Léo, os volantes Cassio, Elias e Iago e os meias Vinícius e Vitinho também foram observados no treino. 

O Inter encara o Boa Esporte no sábado às 16h30 (de Brasília), no Beira-Rio. O período de trabalhos em Viamão termina na sexta-feira. 

UOL Cursos Online

Todos os cursos