Torcedores brigam, depredam Beira-Rio e saqueiam loja do Inter após empate

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

Mais uma vez a torcida do Internacional protestou de forma violenta no Beira-Rio. Após o time empatar com o Criciúma, por 1 a 1, pela Série B, os colorados depredaram partes do estádio e entraram em confronto com a Brigada Militar e seguranças. Sobrou até para a loja oficial do Inter, que foi saqueada. 

Revoltados com a má campanha do Inter, que está fora da zona de classificação para Série A, os torcedores atiraram pedras e garrafas em janelas do estádio. Alguns também tentaram invadir a loja do clube e derrubaram grades de proteção. 

A Brigada Militar resolveu usar spray de pimenta e bombas de efeito moral para afastar os torcedores de perto do estádio. Houve vários focos de confusão. O primeiro deles foi em frente ao vestiário do time principal. Os torcedores retiraram com chutes os gradis que separam a parte destinada a imprensa e entraram em confronto com seguranças. Houve briga e um segurança precisou ser atendido pelos médicos presentes. 

Do outro lado do estádio, na Rampa 3, torcedores entraram em confronto com a Brigada. Depredaram partes do estádio e as partes retiradas de piso ou vidro viraram armas. Os homens da lei responderam com uso de violência. 

Por fim, em frente ao Gigantinho, ginásio próximo ao Beira-Rio, novo confronto entre torcedores e policiais. E apenas depois de aproximadamente 40 minutos o cenário mostrou sinais de controle. 

A reportagem do UOL Esporte ouviu relatos de reclamação tanto contra torcedores mais exaltados quanto contra policiais. Em volta do Beira-Rio, ficou o rastro de destruição. Vidros quebrados, grades arrancadas, pedras retiradas, tudo em razão dos maus resultados do time. 

Marinho Saldanha/UOL

Há exatamente uma semana, aconteceram cenas semelhantes no Beira-Rio. Após derrota para o Boa Esporte em casa, os colorados também tentaram depredar o estádio e entraram em conflito com a Brigada.

Na ocasião, uma pessoa foi detida. Pela confusão da semana passada, o Ministério Público pede a impossibilidade de ir a praças desportivas de 10 pessoas. 

Loja oficial é saqueada

A loja oficial do Internacional no estádio Beira-Rio foi saqueada. Na confusão, torcedores quebraram as vitrines do local, derrubaram manequins e levaram o que havia no mostruário. Perto de cinco camisas do Inter (em uma contagem preliminar), roupas de passeio oficiais do clube, demais produtos e até os manequins acabaram furtados. Enfeites da loja foram quebrados e o dano só não foi maior porque os vândalos não conseguiram acessar a sala, levando apenas o que havia na vitrine. 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos