Atletas do Luverdense se revoltam após erro: "e se fosse ao contrário?"

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/SporTV

O Luverdense vinha segurando um importante empate no Beira-Rio contra o Internacional nesta quarta-feira, quando o auxiliar de arbitragem Marcio Santiago assinalou equivocadamente um impedimento, confundindo os jogadores da equipe. O árbitro Igor Benevenuto deu seguimento ao lance, e William Pottker fez o único gol da vitória colorada por 1 a 0 pela Série B, aos 46 minutos do segundo tempo.

Revoltados, os jogadores do Luverdense não esconderam a indignação com a falha do bandeira após o fim da partida. O atacante Douglas Baggio chegou a chorar com o erro crucial na partida.

"Quem não fica indignado? A gente fazendo um baita jogo, é difícil segurar o Inter aqui. Se fosse ao contrário ele voltaria atrás? Só porque é o Inter. Nossa zaga parou e o outro fez o gol", disse o jogador, que pertence ao Flamengo.

Herói da partida até aquele momento com grandes defesas, o goleiro Diogo Silva ressaltou os recorrentes erros durante os jogos da Série B. "É muito difícil a gente não parar. Ele balançou a bandeira e até o pessoal do Inter parou. É o quinto jogo que a gente perde com erro. A gente não quer que seja a favor, queremos que seja neutro. Somos seres humanos, dependemos do resultado para ganharmos o nosso ganha pão", afirmou o goleiro ex-Vasco.

Presidente invadiu o campo

Pouco após o gol ser assinalado, o presidente do Luverdense Helmute Lawisch invadiu o campo para reclamar junto à arbitragem sobre o polêmico lance ao lado dos jogadores. Após o jogo, o mandatário, que proibiu os atletas de falarem com a imprensa, seguiu mostrando sua indignação. "Vou torcer para o Internacional nunca passar pelo que passamos aqui dentro".

Em 18º lugar na Série B, a equipe de Mato Grosso segue na zona de rebaixamento do campeonato com apenas 16 pontos. O próximo jogo da equipe ocorre em Passo das Emas, contra o Paraná na sexta-feira.

UOL Cursos Online

Todos os cursos