Paysandu é absolvido pelo STJD de acusação de homofobia

Do UOL, em São Paulo

  • César Magalhães/Divulgação

O Paysandu foi absolvido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva da acusação de homofobia. A decisão aconteceu por unanimidade dos votos dos auditores, que decidiram por aplicar uma multa de R$ 7,5 mil no clube paraense por "desordem".

A confusão aconteceu no dia 30 de junho, na partida contra o Luverdense, pelo Campeonato Brasileiro Série B. O STJD havia denunciado o Paysandu porque os "integrantes da torcida organizada do Paysandu, a Terror Bicolor, teriam agredido integrantes da Banda Alma Celeste, organizada que se manifestou a favor da causa LGBT e que aboliu o grito de 'bicha', além de estender a bandeira LGBT nas arquibancadas".

Na audiência realizada nesta quarta-feira (19), o Paysandu apresentou provas de programas sociais realizados pelo clube em prol de jovens, contra homofobia e contra a discriminação de autismo, síndrome de down, além de campanhas nas redes sociais.

O clube paraense correu o risco de ser punido em perda de até 10 mandos de campo. O valor da multa de R$ 7,5 mil será revertido em cestas básicas para a APAE de Belém.

UOL Cursos Online

Todos os cursos