Inter para na retranca do CRB e chega a 2 jogos sem vitória em casa

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

O Internacional entrou em campo com nova chance para atingir o 'número mágico' do acesso, mas outra vez marcou passo. Nesta sexta-feira (3) o Colorado produziu muito pouco no ataque, não foi capaz de furar a retranca do CRB e chegou a duas partidas sem vitória dentro do estádio Beira-Rio. O empate sem gols adia, mais uma vez, a volta matemática à Série A.

A atuação do Inter foi fraca. Tal qual já havia ocorrido diante do Ceará, na rodada anterior. Nem a volta de Leandro Damião ajudou o setor ofensivo a produzir o mínimo necessário para vencer.

Com o resultado o Inter chega aos 62 pontos, segue na liderança da Série B e virtualmente classificado. Mas outra vez com acesso matemático prorrogado. O CRB, por sua vez, atinge 38 pontos e continua a luta contra o rebaixamento.

Na próxima rodada o Internacional visita o Luverdense, na próxima segunda-feira. O CRB, um dia depois, pega o Juventude em casa.

Cláudio Winck e Léo Ortiz ficam devendo

O lateral direito voltou ao time titular do Inter e não foi bem. Batido na velocidade e no um contra um, o camisa 29 ficou muito abaixo do resto do time. Léo Ortiz, substituto de Danilo Silva - que sentiu desconforto e foi vetado na última hora, também não foi bem.

Goleiro do CRB escapa de frango

Edson Koll passou o jogo todo mostrando grande dificuldade técnica, mas pode comemorar. Ainda no primeiro tempo, o goleiro do CRB protagonizou uma falha retumbante. Ao tentar encaixar uma bola rasteira, furou e viu ela passar entre os braços. Na sequência, Adalberto marcou gol. Só que o gol foi anulado por impedimento de Pottker, autor do desvio para o meio da área. O frango foi evitado pela irregularidade.

Nem Damião salva o Inter

O Inter foi mais do mesmo em um cenário que ele conhece bem. Contra um adversário fechado, o Colorado teve a posse e do domínio total da partida. Chegando ao cúmulo de ficar quase 10 minutos dentro do campo de ataque. Mas ainda assim, sem criar chances em série.  Sem ser de fato perigoso. Na falta de profundidade e contundência, o time gaúcho apelou.

Passou a levantar bolas na área atrás de um jogo aéreo que também não funcionou. E quando viu a bola entrar, não pôde comemorar. O gol contra de Adalberto foi anulado por impedimento de Pottker, autor do desvio para o meio da área e que foi aceito por Edson Koll em falha clamorosa.

O segundo tempo não foi melhor. O Inter passou a ir para o abafa antes da reta final, mas passou a dar espaços e sofreu contra-ataque. Nos acréscimos, para aumentar o drama, Cláudio Winck perdeu gol de cabeça quase em cima da linha.

CRB monta retranca e se dá bem

Fechado por completo, o CRB mostrou grande limitação técnica. Mas esbanjou vontade para se organizar e aguentar a pressão do Internacional. No ataque o rendimento foi quase nulo e gerou apenas uma finalização em todo o primeiro tempo e para fora. Depois do intervalo o time visitante criou um pouco mais, baseado no desespero do Colorado. Neto Baiano chegou a ter grande chance, mas parou em boa defesa de Danilo Fernandes.

Guto Ferreira vai para o 'tudo ou nada' cedo

No intervalo o Inter mexeu pela primeira vez. Guto Ferreira tirou Eduardo Sasha e botou Nico López. O uruguaio entrou pela esquerda e não melhorou o cenário. A segunda troca, aos 19 minutos, foi Camilo na vaga de William Pottker. E aos 27 foi a vez de Carlos entrar no lugar de Leandro Damião. A saída do centroavante rendeu vaias da torcida.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 0 X 0 CRB

Data e hora: 03/11/2017 (sexta-feira), às 19h15 (Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Público: 25.764 pessoas (22.094 pagantes)
Renda: R$ 535.236,00
Árbitro: Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia (Fifa/PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Cartões amarelos: Nico López, Cláudio Winck (INT); Rodrigo, Neto Baiano, Diego (CRB)

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Léo Ortiz, Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson, William Pottker (Camilo), D'Alessandro e Eduardo Sasha (Nico López); Leandro Damião (Carlos)
Técnico: Guto Ferreira

CRB: Edson Kolln; Marcos, Flávio Boaventura, Adalberto e Diego; Adriano, Rodrigo, Danilo Pires, Chico (João Paulo) e Tinga (Tony); Neto Baiano
Técnico: Mazola Júnior

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos