Presidente do Inter explica queda de Guto: "Desempenho caiu"

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/Inter

Guto Ferreira foi demitido pelo Internacional depois do empate com o Vila Nova-GO, neste sábado (11), mas não foi apenas pelo tropeço em casa que adiou o acesso. De acordo com o presidente Marcelo Medeiros, a queda do treinador ocorreu após queda de desempenho nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro da Série B.

O tropeço em casa não só atrasou o acesso, mas também tirou o Colorado da liderança. Pelo combinado do empate com Vila Nova e vitória do América-MG em cima do Figueirense.

"Estamos na vice-liderança e lideramos o campeonato várias rodadas. Temos que jogar de acordo com as características dos jogadores que temos. Temos que entender que caiu o desempenho, a gente tem três jogos no Beira-Rio, três pontos. Sofremos muito defensivamente com CRB, Ceará, Luverdense. Temos que tentar apurar responsabilidades. Todos têm. No somatório do diagnóstico o somatório foi este", disse Marcelo Medeiros, presidente do Internacional, minutos depois do anúncio da saída de Guto Ferreira.

Diante do Vila Nova o Inter repetiu um roteiro. Até conseguiu gol cedo, com Cláudio Winck, mas depois foi definhando. E terminou o jogo exposto, correndo risco de tomar a virada. Logo depois do apito final, a diretoria se reuniu com a comissão técnica e avisou da demissão.

"Nossa conversa com treinador foi feita em conjunto estamos todos os treinos acompanhando, vamos aos jogos com a delegação, o trabalho é feito pela vice presidência de futebol, pelo conselho de gestão, já foi comunicado o Odair, que já mostrou sua capacidade neste ano mesmo quando assumiu interinamente na transição do Zago para o Guto, será nosso treinador nos últimos três jogos da competição...", afirmou Medeiros.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos