Guarani e Ponte cancelam treinos abertos à torcida após acordo com a PM

Marcello De Vico

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação

    Brinco de Ouro é o palco do primeiro clássico entre as equipes em 2018

    Brinco de Ouro é o palco do primeiro clássico entre as equipes em 2018

Guarani e Ponte Preta não realizarão mais treinos abertos aos torcedores nesta sexta-feira (4), assim como havia sido divulgado pelos clubes na última terça (1). A decisão aconteceu em comum acordo depois de um pedido do Ministério Público e da Polícia Militar.

"Em comum acordo com a diretoria da Associação Atlética Ponte Preta e com o BAEP, da Polícia Militar, o Guarani Futebol Clube comunica que não realizará o treino da próxima sexta-feira (04) com portões abertos à torcida. A venda de ingressos segue normalmente no Brinco de Ouro", divulgou o clube alviverde.

Minutos depois, foi a vez de a Ponte Preta soltar uma nota informando que também não fará treino aberto à torcida na sexta-feira (4), no Moisés Lucarelli.

"A Ponte Preta informa que, atendendo a pedido da Polícia Militar e do Ministério Público do Estado de São Paulo, decidiu cancelar o treino aberto à torcida  tarde desta sexta-feira (4). O presidente José Armando Abdalla Jr esteve reunido com as autoridades nesta tarde para debater o assunto", diz a nota.

O clube alvinegro alertou, porém, que solicitou o treino aberto à Polícia antes do rival.

"Apesar de a Ponte ter definido o treino primeiro e solicitado primeiro a autorização policial (o protocolo da Macaca foi oficiado em 24 de abril e a solicitação do oponente, segundo a PM, chegou apenas na data de hoje, por volta das 14 horas); e ainda tendo proposto uma solução intermediária e diplomática ao Guarani, as autoridades entenderam por bem que o melhor caminho era a desautorização tanto do treino da Ponte quanto do adversário. Desta forma, o treinamento ocorrerá com os portões fechados", acrescenta.

O início do impasse

Na tarde da última terça-feira (1), o Guarani anunciou em seu site oficial que abriria aos torcedores o treino de sexta (4) no Brinco de Ouro da Princesa. Horas depois, foi a vez de o clube alvinegro informar que também faria um treino aberto aos seus torcedores no Moisés Lucarelli. Nesta quarta-feira (2), porém, conversas entre os clubes, o BAEP (Batalhão de Ações Especiais da Polícia) e a Federação Paulista de Futebol (FPF) definiram o cancelamento dos treinos.

Vale lembrar que Brinco de Ouro e Moisés Lucarelli estão separados por apenas 700 metros. Somado a isso, as duas torcidas vêm proporcionando cenas de violência nas últimas semanas, o que aumentaria ainda mais o risco de treinos quase que simultâneos nos dois estádios.

o clássico deste sábado contará apenas com torcida do Guarani, por determinação do Ministério Público do Estado de São Paulo. Já no dérbi do segundo turno é a vez da Ponte Preta contar com seus aficionados em jogo que acontece no dia 25 de agosto, no Moisés Lucarelli, pela 23ª rodada da Série B.

Palmeiras X Corinthians

Na capital paulista, antes da segunda final entre Palmeiras e Corinthians pelo Estadual, a mesma situação foi discutida. Porém, o fato de o clube alviverde ter se mobilizado com antecedência para protocolar na Polícia Militar o pedido para fazer um treino aberto à torcida no Allianz Parque, um dia antes da partida, fez com que o Palmeiras ganhasse a "queda de braço" com o Corinthians e o Ministério Público para manter a atividade no dia programado.

Já o time alvinegro precisou mudar o treino aberto em seu estádio para a noite de sexta-feira, dois dias antes do confronto decisivo.

UOL Cursos Online

Todos os cursos