Topo

Esporte


Garota é atacada e perseguida na web por vídeo em concentração do Goiás

Reprodução YouTube
Garota aparece de toalha em concentração do Goiás e é alvo de ofensas Imagem: Reprodução YouTube

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

2018-07-26T17:50:25

26/07/2018 17h50

Uma estudante universitária de 21 anos, que apareceu de toalha em um vídeo gravado na concentração do Goiás, foi atacada nas redes sociais e teve de fechar a conta do Instagram por conta das ofensas. Torcedores fizeram insinuações de cunho sexual sobre as imagens registradas no quarto de um hotel em São Luis (MA), onde o clube enfrentou o Sampaio Corrêa na última sexta-feira. A advogada dela alega que os pais, o irmão e o namorado estavam no recinto e a garota foi ao quarto para pedir que jogadores do clube gravassem uma mensagem a um amigo dela, torcedor do clube esmeraldino. 

A gravação foi enviada para este amigo, mas foi parar nas redes sociais. Nele, três jogadores do Goiás se apresentam para a câmera até que, no fim, ela surge enrolada em uma toalha e, aparentemente, biquini por baixo. Conforme o vídeo foi viralizando, internautas atacaram os atletas por uma suposta festa íntima em um ambiente de trabalha e, principalmente, a jovem, pela sua presença no quarto. A perseguição assustou a garota, que fechou suas redes sociais e viu a família contratar auxílio jurídico. 

Uma nota oficial, assinada pela advogada Tullianny Aguiar, informa que a cliente estava de férias em São Luís junto com os pais, o irmão e o namorado quando encontrou os jogadores do Goiás hospedados no mesmo hotel. A estudante pediu uma camisa, em um primeiro momento, mas mudou a solicitação ao ouvir que isto só seria possível depois da partida.

“Diante do fato de que a família não mais estaria na cidade após o jogo, foi pedido para que eles gravassem um vídeo mandando um “salve” para o seu amigo torcedor, sendo prontamente atendida pelos jogadores. Os jogadores fizeram a filmagem, e como uma brincadeira a estudante “pula” no vídeo, já que a intenção era envio exclusivo ao amigo esmeraldino”, ressalta um trecho da nota.

A advogada declarou que todas as ofensas dirigidas a garota nas redes sociais estão sendo reunidas. Tullianny afirmou que houve calúnia e difamação. Ela ressalta que o namorado e os familiares estavam no quarto dos jogadores na hora da gravação.

Todo o conteúdo ofensivo está sendo reunido pela advogada para possíveis ações judiciais no futuro. A decisão de entrar na Justiça ficará a cargo da estudante e seus familiares. Tullianny falou que a situação acabou com a viagem da garota. “Ela está de férias e com muita vergonha. A família está rodando o Nordeste e ela está com medo de tomar café da manhã, ser reconhecida e ouvir uma piadinha.”

Goiás não vê polêmica na situação

O vídeo foi feito pelo meia do Goiás Felipe Gedoz, que começa narrando a gravação. As imagens também têm a participação do atacante Júnior Viçosa e o lateral Alex Silva. A polêmica causada obrigou o diretor de futebol do clube, Túlio Lustosa, a se manifestar sobre o assunto durante uma coletiva de imprensa.

Ele argumentou que o Goiás nunca fica em hotel, nem andar privativo quando viaja para jogar. O dirigente confirmou a história do pedido para o vídeo. Acrescentou que o trio jogava videogame quando foram abordados pela família e que aceitaram mandar o recado para o amigo da estudante. O diretor de futebol afirmou que é comum os jogadores encontrarem torcedores em concentrações e declarou que não entende a repercussão do episódio. “Vim (para a coletiva) porque houve esta polêmica, que para mim não é polêmica nenhuma. Isto acontece várias vezes”.

Mais Esporte