Elenco pede Tcheco, e Coritiba tenta repetir dupla de acesso do Paraná

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Reprodução/YouTube TV Coxa

    Tcheco ganha apoio de jogadores e diretoria para comandar o Coxa na B

    Tcheco ganha apoio de jogadores e diretoria para comandar o Coxa na B

Entre tantos nomes que são especulados para o cargo de técnico do Coritiba, após a saída de Eduardo Baptista com toda a antiga diretoria de futebol – o diretor Augusto Oliveira e o gerente Pereira –, a solução que será dada para a vaga, mesmo que em caráter experimental, está em casa: respaldado pelo pedido dos jogadores, Tcheco irá tocar o time contra Atlético-GO e Criciúma e pode ficar no cargo até o fim da competição.

A escolha deve ser anunciada ainda nesta segunda-feira (13), e o Coritiba tentará reeditar uma dupla de sucesso no rival Paraná. Além de Tcheco, o clube tenta fechar com Matheus Costa para assumir a função de auxiliar. Os dois estiveram na campanha de acesso do time tricolor, mas em funções opostas: Matheus Costa era o técnico e Tcheco, o auxiliar.

Não há consenso sobre que nomes disponíveis no mercado poderiam assumir a vaga. Entre gastar muito e seguir a tendência de outros clubes, como Atlético-MG, Atlético-PR, Flamengo e Corinthians, que efetivaram auxiliares no cargo, o Coxa resolveu apostar nessa linha. A preocupação maior da diretoria do clube está em achar um diretor de futebol, que possa dar suporte à Tcheco.

Os jogadores foram favoráveis à ideia. Tcheco esteve na campanha do acesso do Paraná Clube em 2017, em cargo diretivo, o que também ocupava no Coritiba até as recentes saídas. Mas nunca escondeu o desejo de ser treinador de futebol. Ele já comandou o próprio Coritiba de forma interina em outras duas ocasiões. A última nesta mesma Série B, contra o Atlético-GO, enquanto o clube se acertava com Eduardo Baptista. Na ocasião ele venceu o próximo adversário por 1 a 0, a primeira vitória do Coxa na B-2019.

UOL Cursos Online

Todos os cursos