Gilson Kleina se enfurece e parte para cima de rival na Série B

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Premiere FC

    Kleina (de costas) é contido pelo quarto árbitro ao tentar encarar funcionário do Boa

    Kleina (de costas) é contido pelo quarto árbitro ao tentar encarar funcionário do Boa

Gilson Kleina perdeu a paciência na noite desta terça-feira (6), durante o intervalo da vitória da Ponte Preta por 1 a 0 sobre o Boa Esporte. O treinador se enfureceu com um integrante da comissão técnica adversária e precisou ser contido para não partir para as vias de fato.

Quando o primeiro tempo acabou no Moisés Lucarelli, funcionários e atletas da equipe mineira se aproximaram do árbitro Wagner do Nascimento Magalhães para reclamar de um lance do jogo. Kleina, então, tomou a mesma direção e foi questionar a pressão feita pelos adversários. Durante a discussão, o treinador chegou a apontar o dedo e avançar na direção de um componente da comissão técnica do Boca Esporte.

A confusão foi apartada pelo quarto árbitro, que bloqueou Kleina para evitar problemas maiores. Ao deixar o gramado, o técnico da Ponte Preta deu sua versão sobre o caso. "Foram só pressionar o árbitro, e eu falei para eles 'praticaram o antijogo no primeiro tempo todo, agora querem reclamar?'", desabafou, descendo para os vestiários.

Ao final, a Ponte venceu e manteve viva as suas chances de acesso à elite do futebol brasileiro. A equipe campineira tem 53 pontos na sexta posição, quatro abaixo do quarto colocado Avaí. Faltam três rodadas para o final da Série B.

UOL Cursos Online

Todos os cursos