UOL Esporte Brasileirão - Série D
 

18/07/2009 - 22h24

Santa Cruz perde a primeira na Série D e deixa Sergipe vivo na competição

A classificação do Santa Cruz à próxima fase da Série D do Campeonato Brasileiro parecia fácil, mas os tricolores conseguiram complicar. Apagados no primeiro tempo do jogo contra o Sergipe, os pernambucanos deixaram escapar a liderança isolada do grupo quatro. O Sergipe aproveitou e venceu, por 1 a 0, e ficou novamente vivo na competição.

Agora, o grupo tem o Santa Cruz, o Central e o Sergipe empatados com quatro pontos. A terceira rodada ainda terá o duelo entre CSA-AL e Central, de Caruaru, neste domingo. Se vencer, os caruaruenses se isolam na liderança, mas, caso o CSA conquiste a vitória, todos os times ficarão com o mesmo número de pontos.

Jogando como uma típica equipe visitante, o Santa Cruz apostou na estratégia dos contra-ataques, mas, sem conseguir trabalhar a bola na intermediária, acabou deixando o Sergipe animado no jogo. Dominando os primeiros minutos da partida, os alvirrubros de Aracaju tiveram, ao menos, quatro oportunidades de abrir o placar, mas não conseguiram finalizar com qualidade.

Com vontade de jogar, mas aparentemente desarrumado em campo, os tricolores só chegaram com perigo aos 16 minutos, quando Reinaldo tocou de calcanhar para Juninho, na entrada, chutar por cima do gol. A chance despertou os pernambucanos, que voltaram a atacar no minuto seguinte, com Marcus Mendes e Reinaldo.

Apesar da aparente melhora, o Santa continuou inconstante, sem velocidade e com pouca criação de lances ofensivos. A inércia foi tanta que o goleiro Erico quase não trabalhou durante o primeiro tempo. Quem jogou rápido foi o meia Ramon, que achou Rogério sozinho na área tricolor. Mas o atacante sergipano cabeceou rente ao travessão.

Insistentes, o sergipanos continuaram no ataque e, apesar da fraca qualidade nas finalizações, foram recompensados com o primeiro gol do jogo. Depois de uma verdadeira lambança na zaga do Santa, Fabinho, destaque do time da casa, ficou livre para aproveitar o rebote do goleiro Jaílson e abrir o placar, no minuto final da primeira etapa.

Na volta para o segundo tempo, o Santa Cruz partiu em busca do empate, com chutes de Reinaldo e Juninho, deixando o Sergipe mais preocupado com a marcação do que o ataque. Na marca dos 30 minutos, os tricolores deram início ao que seria um bombardeio ao goleiro Erico.

Dez minutos depois, Marquinhos cobrou falta e os tricolores chegaram a comemorar gol, mas o trio de arbitragem, em um lance polêmico, não validou, alegando que a bola não passou da linha do gol. Falta no travessão, cabeceio fulminante, chute da intermédia e lances polêmicos. O Santa tentou de tudo, mas não conseguiu reverter o placar.

SERGIPE 1 x 0 SANTA CRUZ

Data: 18/07/2009 (sábado)
Horário: 20h
Local: estádio Batistão, em Aracaju
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Rubens dos Santos Filho e Vaneide Vieira (ambos de SE).
Público: 3.774 torcedores
Renda: R$ 26.631
Cartões amarelos: Juninho, Jaílson, Alex Xavier e Reinaldo (Santa Cruz); Chicão, Erico, Madson, Glauber, Ramon, Rafael, Carlos André e Fabinho (Sergipe)
Cartões vermelhos:
Gol: Fabinho, aos 45 minutos do primeiro tempo

Sergipe:
Erico; Glauber, Carlos André, Wallace e Pedrinho; Chicão, Mateus (Rafael), Juninho (Madson) e Ramon; Fabinho e Rogério (Luciano Baiano)
Técnico: Quintino Barbosa

Santa Cruz:
Jaílson; Parral, Alex Xavier, Leandro Camilo e Marquinhos; Anderson, Alexandre Oliveira, Rossini (Gilberto) e Marcus Mendes; Reinaldo (Aleandro) e Juninho
Técnico: Sérgio China

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host