UOL Esporte Brasileirão - Série D
 

25/07/2009 - 20h09

Santa Cruz perde de novo para o Sergipe e fica longe da classificação

As cores vermelha e branca, do Sergipe, ficarão marcadas, durante um bom tempo, na memória do Santa Cruz. Neste domingo, os sergipanos derrotaram, novamente, os tricolores, dessa vez, em pleno estádio do Arruda, por 2 a 1. O resultado deixa a equipe alvirrubra isolada na liderança do Grupo 4, com sete pontos, enquanto os pernambucanos amargam apenas a terceira colocação, com quatro pontos ganhos.

Exatamente uma semana ter sido derrotado em Aracaju, os tricolores entraram em campo em clima de revanche. E a tática imposta pelo Santa para sufocar os visitantes foi trabalhar o esquema defensivo com força total. Por isso, quando não estavam no ataque, os meias e atacantes auxiliavam nas roubadas de bola.

Mas, na primeira oportunidade que o Sergipe teve, a bola terminou no fundo das redes tricolores. Juninho Sergipe cobrou falta, a defesa pernambucana parou e o zagueiro Eri subiu para abrir o placar, aos 12 minutos.

Em vantagem no marcador, os visitantes assumiram uma postura retrancada, atuando no sistema dos contra-ataques. Mas, ainda assim, a equipe de Aracaju criou boas oportunidades, nos chutes de Fabinho Cambalhota e Juninho Sergipe.

O Santa, por sua vez, depositou a esperança de gols no veloz Juninho. E a chance do empate saiu aos 34 minutos, quando Matheus, ao tentar afastar o perigo da área, acertou o meia tricolor. Na cobrança do pênalti, Reinaldo bateu com confiança, no centro do gol, deixando tudo igual no Arruda.

Vendo a possibilidade de virar o marcador ainda no primeiro tempo, os pernambucanos partiram para o ataque e, nos acréscimos, Marquinhos carimbou a trave direita do Sergipe. Pouco depois, Marcos Tamandaré, sozinho com Érico, chutou em cima do goleiro, perdendo a melhor chance do jogo.

De olho apenas em chegar ao ataque, o Santa, além de desperdiçar gols, deu espaço para o Sergipe trabalhar. E, em um lance isolado, Juninho Sergipe acertou um belo chute de fora da área, deixando os visitantes novamente em vantagem, aos quatro minutos do segundo tempo.

Sentindo a classificação cada vez mais distante e o cargo ameaçado, o treinador Sérgio China tirou o volante Alexandre Oliveira e o meia Juninho (entraram Gobatto e Rossini, respectivamente). Mas, a saída de Juninho, principal jogador tricolor na partida, deu início ao coro da torcida pernambucana pedindo a demissão do treinador.

As mudanças demoraram a emplacar e os pernambucanos só acordaram na marca dos 22 minutos, quando Marquinhos cobrou falta no travessão do goleiro Érico. Jogando em casa, diante de mais de 40 mil torcedores, o Santa voltou a atacar, mas esbarrou na ansiedade e nos erros de finalização.

Sem um dos temperos fundamentais no futebol, a sorte, os tricolores viram o empate mais longe após uma cabeçada perfeita de Reinaldo que, caprichosamente bateu na trave, aos 38 minutos.

Santa Cruz 1 x 2 Sergipe

Data: 24/07/2009 (sábado)
Horário: 18h
Local: estádio do Arruda, no Recife
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)
Auxiliares: Luciano Cruz e Pedro Wanderley (ambos de PE)
Público: 40.028 torcedores
Renda: R$ 124.670
Cartões amarelos: Pedrinho, Eri, Kemps, Juninho Sergipe, Glauber e Érico (Sergipe); Juninho, Anderson, Sandro e Marquinhos (Santa Cruz)
Gols: Eri, aos 12, e Reinaldo, aos 34 minutos do primeiro tempo; Juninho Sergipe, aos quatro minutos do segundo tempo.

Santa Cruz
Jaílson; Gonçalves (Gilberto), Sandro e Leandro Camilo; Marcos Tamandaré, Anderson, Alexandre Oliveira (Gobatto), Juninho (Rossini) e Marquinhos; Marcelinho e Reinaldo
Técnico: Sérgio China

Sergipe
Erico; Glauber, Eri, Wallace e Pedrinho (Ramón); Chicão, Kamps, Matheus (Rafael) e Juninho Sergipe (Tinho); Fabinho e Rogério
Técnico: Quintino Barbosa

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host