UOL Esporte Campeonato Catarinense
 
06/04/2010 - 15h13

Sem lateral esquerdo Uendel, Chamusca pode mudar esquema tático do Avaí

Do UOL Esporte
Em São Paulo

O elenco do Avaí realizou na manha desta terça-feira o último treinamento visando a partida da próxima quarta, contra o Metropolitano, às 21h50 (de Brasília), no estádio do SESI, em Blumenau, pela última rodada do segundo turno do Campeonato Catarinense. Já classificado, o time da capital precisa vencer para garantir o primeiro lugar e o técnico Péricles Chamusca tem apenas uma dúvida para definir a equipe para este duelo.

O AVAÍ NO TWITTER

Sem poder contar com o lateral esquerdo Uendel, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo, Chamusca ainda não encontrou um substituto com as mesmas características do jogador, com isso, o treinador ainda não sabe se vai manter a sequência da equipe, que estava atuando no sistema 4-4-2, ou se volta a jogar com três zagueiros alterando o esquema tático do Avaí para o 3-5-2.

“A única coisa que me deixa em dúvida para manter a sequência neste jogo é o fato de nós termos perdido o Uendel e nós não temos nenhum jogador com as características dele, de um lateral esquerdo específico, para fazer essa função na linha de quatro, o que nós temos é alguém para a ala, e para isso, teríamos que jogar com três zagueiros. Então vou pensar com clama, ver a definição do Metropolitano, para eu definir”, explicou o treinador.

As constantes lesões ao longo deste início de temporada obrigaram o técnico Péricles Chamusca mudar bastante a equipe, o que não deixou o Avaí com um padrão de jogo definido. Por outro lado, o treinador acredita que por conta das constantes variações o time ganhou maturidade e está pronta para entrar em campo em qualquer um dos sistemas.

“Hoje, a nossa equipe está mostrando um amadurecimento muito grande. Temos que lembrar que a muitos jogadores que estão jogando passaram por um período de readaptação, ou tiveram no departamento médico. Por conta disso, a equipe ganhou um formato, tanto jogando na linha de três como na linha de quatro, então o time está preparado para qualquer esquema que eu for utilizar fazer um bom desempenho”, avaliou Chamusca.

As atenções do elenco do Avaí estão voltadas agora para o julgamento da noite desta terça-feira, no Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina. Além do técnico Péricles Chamusca, o zagueiro Rafael, o volante Batista e o meia Caio, podem ser suspensos, por conta dos incidentes relatados na súmula do clássico contra o Figueirense, e perder o duelo contra o Metropolitano.

 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host