UOL Esporte Campeonato Catarinense
 
10/04/2010 - 20h24

Avaí leva susto, mas vence o Brusque e vai à final do returno do estadual

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Em um jogo de sete gols, em que o Avaí abriu 3 a 1, permitiu o empate e saiu da Ressacada com uma vitória por 4 a 3 sobre o Brusque, a equipe avaiana garantiu classificação para a sua segunda final de turno no Campeonato Catarinense.  No primeiro turno, o Avaí viu o Joinville faturar o título com um gol de Ricardinho já nos acréscimos. O empate em 1 a 1 deu a taça ao JEC, que jogava pelo empate.

Neste segundo turno, porém, a equipe do técnico Péricles Chamusca terá a vantagem de jogar por um empate no jogo único da decisão, já que teve a melhor campanha na fase de classificação. Figueirense e Joinville jogam neste domingo para decidir quem pega o Avaí na final. A equipe de Florianópolis joga em casa pelo empate.

O Avaí torce para que o Joinville passe à final do returno. Isso porque o regulamento do Campeonato Catarinense determina que se uma mesma equipe vencer os dois turnos, esta fará a decisão do estadual contra o time de melhor índice técnico, no caso o Avaí. Assim, ainda que perca a final do returno para o Joinville, o Avaí já estaria garantido na decisão do torneio.

O jogo

Com 13min de jogo, o Avaí já parecia ter definido o resultado. Depois de três boas subidas ao ataque, a equipe da casa abriu o placar aos 5min, com Sávio, que completou cruzamento rasteiro de Patric pela direita. Aos 13min, depois de Leonardo sair machucado para dar lugar a Roberto, o Avaí ampliou. Rudnei aproveitou falta bem batida por Sávio e marcou o segundo.

Ainda que o Brusque tentasse descontar em boas investidas de Pantico, era o Avaí que criava as melhores chances, chegando a colocar uma bola na trave, com Vandinho.

Na volta do intervalo, o Brusque retornou com duas alterações, em busca da virada na Ressacada. Tom e Lourival entraram nos lugares de Valdo e Valmir. Deu certo e logo com 2min, Diogo Oliveira aproveitou falha da defesa do Avaí e bateu de canhota sem chances para Zé Carlos. O Avaí não sentiu o baque, seguiu melhor e faz o terceiro aos 8min, com Vandinho cobrando com paradinha a pênalti que Uendel sofreu de Rogério Souza.

O jogo parecia mesmo decidido, mas, logo após Rogério Souza sair para dar lugar a João Netto, este arrancou pela direita e cruzou no peito de Pantico, que dominou com classe e bateu de esquerda para fazer o segundo aos 15min. Mais três minutos e o Brusque chegou ao inesperado empate, com o zagueiro Rogélio.

Quando parecia que o Brusque poderia virar o jogo, Pereira foi expulso por falta em Sávio e os visitantes, que já estavam com uma equipe desfigurada, ficaram com um time ainda mais confuso. Assim, o Avaí teve espaço para fazer o terceiro, com Vandinho, aos 31min. Já nos acréscimos, Pantico foi expulso por cotovelada em Patric
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host