UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/catarinense/ultimas-noticias/2012/03/09/criciuma-apresenta-o-goleiro-michel-alves-ex-vila-nova-e-o-meia-sergio-dezan.htm
  • Criciúma apresenta o goleiro Michel Alves, ex-Vila Nova, e o meia Sérgio Dezan
  • 20/01/2019
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
09/03/2012 - 17h20

Criciúma apresenta o goleiro Michel Alves, ex-Vila Nova, e o meia Sérgio Dezan

Do UOL, no Rio de Janeiro
  • O meia Sérgio Dezan e o goleiro Michel Alves foram apresentados como jogadores do Criciúma

    O meia Sérgio Dezan e o goleiro Michel Alves foram apresentados como jogadores do Criciúma

O Criciúma apresentou nesta sexta-feira mais dois reforços para o restante da temporada. A principal novidade é o goleiro Michel Alves. Ele tem 30 anos e teve passagens por Juventude, Ceará e Internacional. Ano passado, o jogador defendeu o Vila Nova durante a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. O atleta assinou contrato com os catarinenses após entrar na Justiça contra o clube goiano.

A outra novidade é Sérgio Dezan, de 21 anos. O meia estava atuando no futebol polonês e passou pelas categorias de base do Internacional e Santos. Antes de seguir para o futebol europeu ele passou pelo Tigres-RJ e Atlético-GO.

Michel Alves optou por falar muito sobre as características e disse que irá mostrar no dia a dia porque deve atuar na equipe catarinense. Além disso, ele se mostrou tranquilo mesmo tendo chegado em uma momento turbulento. O clube demitiu o técnico Márcio Goiano no primeiro turno do Campeonato Catarinense e tenta atingir uma pontuação necessária para conseguir disputar o quadrangular final da competição.

“Entendo que as atitudes falam mais que as palavras. Por isso, precisamos baixar a cabeça e ajudar nesse momento de reestruturação do Criciúma. Meu trabalho será evitar que a bola passe para o meu gol e minimizar os erros”, brincou.

Sérgio Dezan chega como uma promessa da diretoria. O meia lembrou que como vinha atuando em um país muito frio, o clima será maior dificuldade para se readaptar ao futebol brasileiro.

“Quando deixei a Polônia fazia zero grau por lá. Por isso, entendo que a minha maior dificuldade será o clima mesmo”, disse o jogador, que se apresentou para o torcedor do Criciúma.

“Sou um jogador um pouco agressivo e gosto de carregar a bola para ajudar o ataque. Costumo marcar os meus gols”, encerrou.

Placar UOL no iPhone