Mancini quer evitar empolgação da Chapecoense com boa fase no estadual

  • Chapecoense/Divulgação

    O técnico Vagner Mancini quer focar no dia-a-dia

    O técnico Vagner Mancini quer focar no dia-a-dia

Neste sábado (14), a Chapecoense pode conquistar o segundo turno do Campeonato Catarinense com uma rodada de antecedência e consequentemente a vaga para a final do estadual.

O time que foi montado às pressas após a tragédia aérea de Medellín no ano passado, que tirou a vida de 71 pessoas, dentre estas 19 atletas, é líder na pontuação geral do estadual (36 pontos), não perde a 11 rodadas, tem o melhor ataque (34 gols) e a melhor defesa (12 gols) do campeonato.

Um dos grandes responsáveis por essa campanha espetacular, tendo em vista todas as dificuldades, técnicas e psicológicas vividas pelo clube, é o treinador Vagner Mancini e sua comissão técnica. Mancini falou ao UOL Esporte sobre esse momento.

"Eu não procuro pensar muito sobre esse momento, tenho vivido o dia a dia com intensidade e não pensando em nada fora do objetivo para não perder a concentração. Tenho batido nas mesmas coisas em relação ao grupo, para que eles não cheguem ao excesso de confiança. Exijo muito deles, muita concentração e trabalho, porém quando se tem que elogiar eu os elogio e tento construir um ambiente de alegria mas sempre com responsabilidade", disse o técnico.

Na manhã desta sexta (14), após o último treinamento da equipe antes da partida decisiva contra o Joinville, o treinador também concedeu entrevista coletiva.

"Hoje eu vejo um grupo consciente do que tem que fazer e estamos a 90 minutos de um título muito significativo para gente. Além disso podemos conquistar a vaga para uma final de campeonato em tão pouco tempo de trabalho", falou Mancini.

"Os atletas entenderam o que a gente pediu para eles. Batemos muito em cima de alguns erros que correram nessa campanha. Nós montamos um grupo de jogadores, pensando no comprometimento e esse grupo se gosta, se respeita e está se entrosando muito bem e isso é muito importante. Todos estão jogando perto do seu limite e queremos que isso continue".

"Nós percebemos que aqui a comunidade joga junto mesmo, desde quando saímos na rua até a chegada ao hotel, por exemplo, nós constatamos isso. Nós queremos fortalecer esse latos e que fazer com que o torcedor e a comunidade joguem ainda mais com o clube. Quando a gente chega em uma cidade assim e sente essa energia nos sentimos mais fortalecidos e confiantes".

A Chapecoense encara o Joinville amanhã, as 16h pela penúltima rodada da Taça Sandro Pallaoro, em homenagem ao ex-presidente do clube que também estava no voo da Lamia em Medellín no ano passado.

UOL Cursos Online

Todos os cursos