Árbitro registra gestos de "ladrão" de mascote do Avaí em final em SC

Do UOL, em São Paulo

  • Cristiano Andujar/AGIF

    Heber Roberto Lopes expulsou dois jogadores no primeiro jogo da final catarinense

    Heber Roberto Lopes expulsou dois jogadores no primeiro jogo da final catarinense

O árbitro Heber Roberto Lopes registrou na súmula do jogo entre Avaí e Chapecoense, partida de ida da final do Campeonato Catarinense, que a mascote do time da casa, fantasiado de leão, fez gestos ofensivos à equipe de arbitragem. A Chape venceu a partida na Ressacada por 1 a 0.

"Durante o intervalo do jogo, no momento em que a equipe de arbitragem se retirava do gramado em direção aos vestiários, o (sic) mascote da equipe do Avaí FC, fantasiado com vestes de leão, fez gestos com as mãos, sinalizando que roubamos a equipe do Avaí FC", escreveu Heber.

"O ato foi realizado em frente ao túnel de acesso do vestiário da equipe de arbitragem. O sr. fantasiado foi identificado pelo delegado da partida como Felipe Schaitel", continuou o árbitro.

Heber também justificou as duas expulsões diretas que aplicou, uma para cada equipe. O lateral Capa, do Avaí, recebeu vermelho direto por "desferir e atingir uma cotovelada na altura do rosto de seu adversário", enquanto o volante Andrei Girotto, da Chapecoense, foi para o chuveiro por "desferir e atingir um tapa", também no rosto de um rival.

O jogo de volta entre Chapecoense e Avaí, que decide o título catarinense de 2017, acontece no próximo domingo (7), na Arena Condá, em Chapecó.

UOL Cursos Online

Todos os cursos