Chape perde, mas é campeã catarinense e conquista 1º título após tragédia

Daniel Fasolin

Do UOL, em Chapecó

Foi com susto, foi sofrido, mas a Chapecoense ganhou o Campeonato Catarinense e levantou em casa o primeiro troféu depois do acidente em Medellín em novembro do ano passado. O título veio com derrota em casa diante do Avaí por 1 a 0. Na partida de ida, a Chape venceu pelo mesmo placar em Florianópolis e fez valer a vantagem de dois resultados iguais por ter a melhor campanha.

O resultado é fundamental para a equipe e a torcida porque a decisão do campeonato era considerada a confirmação do renascimento da Chapecoense. Mas o homem que levantou o troféu foi o causador do susto e nervosismo do público que lotou a Arena Condá, esgotando os ingressos antes do dia do jogo.

O capitão e goleiro, Artur Moraes, falhou aos 27 minutos do primeiro tempo. O lateral direito avaiano Leandro Silva chutou cruzado de longe na direção em que Artur estava. Ainda assim, a bola estufou as redes sem o atleta sequer encostar nela.

O lance mudou o andamento da partida, que até então era dominada pelos donos da casa. O Avaí não conseguia anular a Chape e muito menos criar chances de gol. Mas com a vantagem no placar, criou chances de fazer o segundo e ficar com título.

Na volta do intervalo os dois times tiveram chance de marcar, mas o placar continuava o mesmo. Jogadores e torcida permaneceram nervosos, sentimento que aumentou quando o árbitro decretou cinco minutos de acréscimos. Houve até um princípio de confusão no banco e Nenê da Chape foi expulso aos 47 minutos do segundo tempo. Um gol para qualquer um dos lados definiria o campeão. Mas ele não aconteceu e o apito final que confirmou o título da Chapecoense.

Ser campeão com derrota não é o ideal, mas o mais importante é ser campeão. Com este sentimento os donos da casa ergueram o troféu. Foi o sexto campeonato estadual do time e a primeira vez que conquistou duas taças seguidas. O trabalho corou a melhor campanha de uma equipe reconstruída as pressas. Neste ano, 27 jogadores chegaram para o elenco.

Na próxima quinta a Chape tem outra decisão. O time viaja justamente para Medellín onde enfrenta o Atlético Nacional pela final da Recopa. O time catarinense ganhou o jogo de ia por 2 a 1.

Reprodução Twitter

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos