! Fifa rejeita reclamação do Egito sobre pênalti marcado a favor do Brasil - 16/06/2009 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Futebol
 
16/06/2009 - 13h25

Fifa rejeita reclamação do Egito sobre pênalti marcado a favor do Brasil

A Fifa rejeitou nesta terça-feira a reclamação formal do Egito sobre interferência do assistente da arbitragem na marcação do pênalti que determinou a derrota da seleção africana por 4 a 3 para o Brasil, nesta segunda, pela primeira rodada do grupo B da Copa das Confederações.

Mike Hutchings/Reuters
Ahmed Muhamadi impediu com o braço que o arremate de Lúcio entrasse no gol
EGITO FAZ PROTESTO OFICIAL
DUNGA DESDENHA DE RECLAMAÇÃO
PÊNALTI NO FIM SALVA O BRASIL
COPA DAS CONFEDERAÇÕES
No final do jogo, o zagueiro Ahmed Muhamadi cortou com o braço finalização de Lúcio. O árbitro inglês Howard Webb marcou escanteio, mas depois voltou atrás ao ser informado pelo ponto eletrônico que a bola foi desviada intencionalmente de forma irregular e expulsou o jogador, que havia simulado ter sido atingido no rosto.

"Uma análise exaustiva revelou que a decisão foi tomada através de trabalho em equipe entre o árbitro da partida e seu assistente número um, Mike Mullarkey", disse a Fifa, por meio de comunicado oficial.

"A Fifa analisou a decisão por meio de todos os elementos à sua disposição, incluindo o relatório do árbitro, bem como a declaração adicional que Howard Webb", continuou o documento.

A marcação do pênalti gerou revolta por parte dos egípcios, que acusaram o quarto árbitro de ter influenciado a decisão de Webb.

O técnico da seleção brasileira, Dunga, minimizou a polêmica. "Penso que é necessária a contribuição em jogadas como essas. E acho que o árbitro deveria ter visto que não tinha nenhuma marca no rosto do jogador, por isso ele deve ter usado as mãos."

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host