! Brasil 'descansa', atropela EUA com time misto e fica perto das semifinais - 18/06/2009 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Futebol
 
18/06/2009 - 12h53

Brasil 'descansa', atropela EUA com time misto e fica perto das semifinais

Sem sustos e com o setor ofensivo inspirado novamente. Na segunda partida do Brasil na Copa das Confederações, nesta quinta-feira, Dunga se deu ao luxo de poupar alguns titulares diante dos Estados Unidos e não se arrependeu. A seleção venceu por 3 a 0 sem grandes dificuldades, se impôs e deixou o estádio Loftus Versfeld, em Pretoria, muito perto da vaga nas semifinais.

PRINCIPAIS LANCES
PRIMEIRO TEMPO
6min - GOOOOOOOLLLLLLL DO BRASIL!!! Maicon bate falta pela esquerda, e Felipe Melo desvia de cabeça na segunda trave para marcar.
19min - GOOOOOOOLLLLLLL DO BRASIL!!! Kaká inicia o contra-ataque, Ramires arranca com a bola até a área e serve Robinho, que conclui na saída de Howard.
22min - Kaká arranca com a bola desde o meio-campo, passa pela marcação, mas bate à direita do gol dos EUA.
36min - Livre, Robinho chuta da intermediária, mas a bola sai à direita do gol americano.
36min - Luís Fabiano recebe em profundidade na área, mas bate fraco para defesa de Howard.
39min - Maicon levanta da direita, e Gilberto Silva, na pequena área, desvia de cabeça por cima do gol.
SEGUNDO TEMPO
3min - Altidore tabela com Casey na área, mas bate sobre o gol de Júlio César.
7min - Robinho recebe de Ramires e tenta encobrir Howard, mas sem sucesso.
9min - Kaká invade a área e bate colocado. Howard faz grande defesa.
16min - GOOOOOOOOOLLLLLL DO BRASIL!!! Maicon tabela com Ramires e Kaká e finaliza quase sem ângulo da direita para marcar.
37min - Feilhaber recebe na área e acerta o travessão brasileiro.
43min - Casey desvia de cabeça e acerta o travessão brasileiro.
MAIS DAS CONFEDERAÇÕES
ARTILHEIROS DO TORNEIO
NOTÍCIAS DO BRASIL
Felipe Melo, Robinho e Maicon fizeram os gols brasileiros e a festa dos torcedores sul-africanos, "armados" com suas insistentes e barulhentas vuvuzelas (cornetas locais). Apesar de não estar lotado, o estádio ficou colorido de amarelo, em outro claro apoio dos anfitriões ao time pentacampeão.

"Estou feliz com o meu gol, mas o que importa é a boa atuação do time. O Ramires e os outros que entraram foram excelentes, isso prova que a qualidade de todo mundo aqui é a mesma", exaltou Robinho, elogiando o desempenho da equipe mista.

O triunfo levou o Brasil aos seis pontos no grupo B, com 100% de aproveitamento. Embora esteja perto da classificação, a seleção ainda não tem lugar garantido nas semifinais porque o Egito venceu a Itália por 1 a 0 e foi aos mesmos três pontos dos europeus. Os dois times podem passar a equipe de Dunga.

Diferentemente do que aconteceu contra os egípcios na estreia, o Brasil não sofreu para chegar à vitória. Bem posicionado em campo, foi pouco ameaçado pelos norte-americanos. Na frente, contou com a perigosa bola aérea e os rápidos contra-ataques (principalmente com Kaká) para dar trabalho ao goleiro Howard. Júlio César, por sua vez, quase não foi acionado.

Como previsto, o Brasil começou o jogo com novidades: Maicon, Miranda, André Santos e Ramires ganharam chance entre os titulares. Mesmo com tantas alterações, a equipe não sofreu com a falta de entrosamento e logo se impôs diante dos norte-americanos. Em 19min, a equipe de Dunga já vencia por 2 a 0.

No primeiro gol, a bola parada voltou a ser bem utilizada. Maicon levantou e Felipe Melo cabeceou para a rede. Superior, a seleção não teve dificuldades para ampliar. Aos 19min, Ramires recebeu de Kaká, puxou contra-ataque e rolou para Robinho. O atacante teve só o trabalho de empurrar para o fundo do gol.

Em desvantagem, os Estados Unidos não conseguiram reagir no primeiro tempo. A falta de criatividade na armação e a boa atuação da defesa brasileira deixaram as principais ações longe de Júlio César. Na etapa inicial, os norte-americanos deram apenas dois chutes, ambos para fora.

ANÁLISE DE JUCA KFOURI
Juca
O 3 a 0 ficou de ótimo tamanho (...) Respeito é bom, e a gente gosta
BLOG DO JUCA KFOURI
Depois do intervalo, o time do técnico Bob Bradley esboçou uma postura um pouco mais ofensiva, mas a iniciativa ficou só na intenção. A expulsão de Kljestan nos minutos iniciais deixou o cenário que já era favorável ao Brasil ainda mais fácil.

E para eliminar de vez qualquer possibilidade de susto, Maicon anotou o terceiro gol aos 16min, após bela triangulação com Kaká e Ramires. Assim como os demais reservas testados, o meio-campista do Cruzeiro teve boa atuação e deixou impressão positiva em sua primeira oportunidade como titular. No final, Dunga ainda deu descanso a Lúcio, Kaká e Luís Fabiano.

ESTATÍSTICAS SEGUNDO O DATAFOLHA
11Faltas cometidas15
8Finalizações certas0
11Finalizações erradas5
454Passes certos204
41Passes errados47
14Dribles12
BRASIL X EUA
"Os quatro jogadores deram a contribuição que nós esperávamos. Escolhemos cada um pelas suas características e fizemos um planejamento para colocar isso em função da equipe", aprovou Dunga.

A definição dos classificados do grupo B acontece no próximo domingo. Às 15h30 (de Brasília), o Brasil faz o clássico contra a Itália novamente no Loftus Versfeld, em Pretoria. No mesmo horário, Egito e Estados Unidos se enfrentam em Rustenburgo, no estádio Royal Bafokeng.

ESTADOS UNIDOS 0 X 3 BRASIL

ESTADOS UNIDOS
Howard; Spector, Onyewu, DeMerit e Bornstein; Michael Bradley, Beasley (Casey), Kljestan e Dempsey; Donovan e Altidore (Feilhaber)
Técnico: Bob Bradley

BRASIL
Júlio César; Maicon, Lúcio (Luisão), Miranda e André Santos; Gilberto Silva, Felipe Melo, Ramires e Kaká (Júlio Baptista); Robinho e Luís Fabiano (Nilmar)
Técnico: Dunga

Data: 18/06/2009 (quinta-feira)
Local: estádio Loftus Versfeld, em Pretoria (África do Sul)
Árbitro: Massimo Busacca (SUI)
Auxiliares: Matthias Arnet (SUI) e Francesco Buragina (SUI)
Público: 39.617 pessoas
Cartão amarelo: Onyewu (EUA)
Cartão vermelho: Kljestan (EUA)
Gols: Felipe Melo, aos 6min, e Robinho, aos 19min do primeiro tempo; Maicon, aos 16min do segundo tempo

*Atualizada às 17h25 Maicon e Robinho marcaram dois dos três gols brasileiros contra os EUA Antonio Scorza/AFP

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host