! Depois de assustar o Brasil, Egito vence e complica a Itália - 18/06/2009 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Futebol
 
18/06/2009 - 17h22

Depois de assustar o Brasil, Egito vence e complica a Itália

O Egito já havia mostrado que está disposto a surpreender na Copa das Confederações ao vender caro a derrota para o Brasil na estreia. Nesta quinta-feira, os campeões africanos foram além e protagonizaram a única zebra do torneio até aqui ao bater a campeã mundial Itália por 1 a 0, em Johannesburgo.

Kim Ludbrook/EFE
Egípcios comemoram o gol que garantiu seu primeiro triunfo na história sobre a Itália. Até então, os europeus haviam vencido os dois jogos disputados entre eles
BRASIL ATROPELA OS EUA
VEJA AS FOTOS DA PARTIDA
CLASSIFICAÇÃO DO GRUPO B
TABELA DA PRIMEIRA FASE
O resultado fará com que Brasil e Itália disputem entre si vagas nas semifinais. O time de Dunga é o primeiro colocado do grupo B, com seis pontos, três a mais que os europeus, que precisarão ganhar para não depender de um tropeço dos egípcios contra os Estados Unidos.

Ja os africanos jogarão por vitória simples sobre os ianques e torcerão por empate ou vitória brasileira. Os dois jogos serão disputados simultaneamente, no domingo, às 15h30 (de Brasília).

Com Rossi, autor de dois gols na estreia, contra os Estados Unidos, no lugar de Camoranesi, e Quagiarella no de Gilardino, esperava-se uma Itália com maior movimentação e capacidade de penetração na área adversária. Mas não foi isso o que se viu no primeiro tempo.

ANÁLISE DE JUCA KFOURI
Juca
O Egito está mais perto das semifinais do que a Itália
BLOG DO JUCA KFOURI
O time de Marcello Lippi teve grande dificuldade de envolver o sistema defensivo egípcio. Por isso, só assustou em três chutes de média distância, dos de Rossi e um de Iaquinta.

Bem postado, o Egito especulava em contra-ataques puxados pelo habilidoso Zidan e em jogadas de bola parada. E foi assim que chegou a seu gol: aos 39min, Homos, 1,82m, posicionou-se atrás de Chiellini, dez centímetros mais alto, e cabeceou sem chance de defesa para Buffon.

A Itália voltou mais incisiva para o segundo tempo e perdeu boa chance com Iaquinta, que foi lançado diante do goleiro El Hadary, mas errou o domínio. Lippi tentou mudar a forma de jogar colocando o grandalhão Toni no lugar de Rossi.

El Hadary também deu sua contribuição para que a surpresa se confirmasse. Defendeu com os pés chute à queima-roupa de Iaquinta - que ainda acertou o travessão - e espalmou arremate de Montolivo de frente para o gol.

EGITO 1 x 0 ITÁLIA

Egito
El Hadary; Fathi (Hassan), Said, Hani e Gomaa; Moawad (Farad), Abo Terika, Shawky e Hosni; Homos e Zidan (Eid).
Técnico: Hassan Shehata

Itália
Buffon; Zambrotta, Cannavaro, Chiellini e Grosso; Gattuso (Montolivo), De Rossi, Pirlo e Rossi (Toni); Quagliarella (Peppe) e Iaquinta.
Técnico: Marcelo Lippi

Data: 18/06/2009 (quinta-feira)
Local: estádio Ellis Park Stadium, em Johannesburgo (África do Sul)
Árbitro: Martin Hansson (SWE)
Cartões amarelos: Eid, El Hadary e Gomaa(Egito)
Gols: Homos, aos 39min do primeiro tempo;

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host