! Imagem patriótica move obras do principal estádio da Copa - 20/06/2009 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Futebol
 
20/06/2009 - 07h10

Imagem patriótica move obras do principal estádio da Copa

CONHEÇA O GIGANTE ESTÁDIO
VEJA FOTOS DO LOCAL
Dentre as principais atrações da Copa do próximo ano, a África do Sul guarda na manga o estádio Soccer City como seu grande trunfo. A arena, que será a maior do continente africano quando concluída, receberá as duas partidas mais nobres do cronograma do Mundial, a abertura e a final, e pretende exibir ao planeta uma cara moderna e ousada do país. Foi com amostra de patriotismo que a organização do evento apresentou o palco aos visitantes estrangeiros presentes na Copa das Confederações.

Na última sexta-feira, em uma pausa no torneio, a organização da Copa na África do Sul convidou um grupo de jornalistas estrangeiros para uma visita guiada ao Soccer City, onde pôde ser visto um esboço já bem avançado do que certamente será um dos estádios mais belos do planeta, além de operários entusiasmados, a despeito do serviço puxado.

OPERÁRIOS AINDA TRABALHAM
Denis Farrell/AP
Atualmente, pouco mais de 3.300 operários trabalham nas obras da Copa da África
Philimon Bulawayo/Reuters
A maior demanda de trabalho está nas cadeiras e na estrutura de cobertura
MAIS SOBRE O TORNEIO NA ÁFRICA
Atualmente, pouco mais de 3.300 operários trabalham nas obras, que, segundo a organização da Copa, já estão 85% concluídas. Hoje, a maior demanda de trabalho está na disposição das cadeiras nas arquibancadas e na estrutura de cobertura.

"A previsão é que a parte interna esteja pronta até setembro. Até o fim do ano o estádio estará todo pronto", afirmou Rod Pearce, um dos engenheiros responsáveis pelas obras no Soccer City.

Os operários selecionados para falar com os visitantes estrangeiros se disseram orgulhosos com a oportunidade de trabalhar em um obra que deixará um legado ao povo da África do Sul e apresentará ao planeta uma cara moderna do país, que detém a economia mais forte do continente.

"Comecei a trabalhar aqui em fevereiro de 2007. São mais de dois anos de trabalho. É um orgulho estar trabalhando em algo que servirá o país e que o mundo todo conhecerá", afirmou Suba Njatele, um dos funcionários da área interna do estádio.

Além da 'missão patriótica', o suor derramado em mais de dez horas por dia e plantões de finais de semana também vale a chance de ver a Copa bem de perto.

"Quero muito ver a Copa. Certamente estarei aqui. Quero ver Espanha, Brasil e o Egito", declarou o operário Hlombe Chiya, citando seleções presentes na Copa das Confederações.

A arena esportiva em Johanesburgo terá capacidade para abrigar 94.700 torcedores, mais do que suficiente para abrigar abertura e decisão - a Fifa exibe capacidade mínima de 60 mil pessoas para a designação dessas duas partidas. Oficialmente, a organização diz que o Soccer City será entregue com orçamento final de cerca de US$ 155 milhões (1.2 bilhão de rands, moeda local), mas estima-se que o valor seja substancialmente maior.

ORGANIZAÇÃO REFUTA GREVE
Dias antes do começo da Copa das Confederações, a imprensa da África do Sul noticiou a possibilidade de greve de operários que trabalham nas obras do Soccer City. Jornais do país trataram de uma discordância em relação a ajustes salariais. Enquanto que os trabalhadores exigiam 15% de aumento para não paralisar o cronograma, a organização do Mundial negociava com oferta de 7%. A informação não foi confirmada pelos organizadores de 2010.
IRAQUE ABANDONA RETRANCA
BRASIL TENTA REDUZIR KMs
Construído originalmente em 1987, o estádio carrega caráter histórico para a África do Sul, pois foi usado como palco popular para a celebração da libertação do líder político Nelson Mandela. Mais de 100 mil pessoas estiveram no evento de vinte anos atrás. "Usamos muito do esqueleto original do estádio, mas tivemos que aumentar as fundações, por causa do peso da nova cobertura", relata o engenheiro Pearce.

Outra grande atração do estádio, pelo menos do lado externo, é o visual inspirado em uma cerâmica tipicamente africana, em forma de mosaico. Perto do ilustre conglomerado de bairros pobres do Soweto e 10 km distante do centro de Johanesburgo, o Soccer City tem fachada que pode ser avistada de longa distância.

O Soccer City será um dos dois estádios da cidade de Johanesburgo presentes no cronograma do Mundial. Além da abertura e da decisão, a arena receberá mais seis partidas da Copa 2010.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host