! Fifa aponta segurança e transporte como pontos frágeis da África do Sul - 22/06/2009 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Futebol
 
22/06/2009 - 13h37

Fifa aponta segurança e transporte como pontos frágeis da África do Sul

A Fifa disse nesta segunda-feira que segurança e transporte são dois quesitos que a África do Sul precisará melhorar para que a Copa do Mundo de 2010 seja realizada com sucesso.

O presidente da entidade, Joseph Blatter, e seu secretário-geral, Jerome Valcke, afirmaram que "alguns lugares não trabalharam bem a questão do transporte" durante a Copa das Confederações.

Blatter sugeriu, inclusive, que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ajude os sul-africanos financeiramente.

"A África dá muito ao futebol, que aqui é o esporte mais popular. Para nós, essa questão não é financeira, e sim de caráter moral", disse o suíço.

A Fifa citou a cidade de Bloemfotein como exemplo de falta de segurança. Mas outros locais também apresentaram problemas que afetaram, inclusive, até as seleções participantes.

A delegação do Egito teve parte de seus pertences roubadas do hotel em que estava hospedada em Johannesburgo, durante a vitória sobre a Itália. Três quartos da concentração do Brasil em Pretória também foram furtados na última sexta-feira.

O ministro da segurança da África do Sul, Fikile Mbalula minimizou os incidentes, dizendo que foram fatos isolados. No entanto, Blatter disse esperar que a organização da Copa monte, com a ajuda da polícia local e do governo, alternativas para melhor receber os turistas esperados para o Mundial do próximo ano.

Além disso, a entidade também citou os vazios nos estádios nas duas primeiras rodadas do torneio como um problema a ser resolvido.

"A Copa das Confederações é um teste em que se deve experimentar todos os campos de atuação, sobretudo os ingressos. O Brasil, na próxima edição, em 2013, terá que ajustar os preços e conhecer seu mercado, porque este torneio não atrai tantos estrangeiros", afirmou Valcke.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host