! Jornais italianos não perdoam derrota e voltam a citar seleção de "múmias" - 22/06/2009 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Futebol
 
22/06/2009 - 09h04

Jornais italianos não perdoam derrota e voltam a citar seleção de "múmias"

Três anos depois de comemorar o título da Copa do Mundo, a imprensa italiana anuncia a decadência da mesma geração que trouxe o tetracampeonato. Após a derrota de 3 a 0 para o Brasil e a eliminação da Copa das Confederações, os jogadores da Itália foram chamados de "múmias", e os jornais admitiram que o futebol do país passa por uma crise técnica e necessita de renovação antes do Mundial de 2010.

Reprodução
Capa do jornal Corriere dello Sport destaca que a derrota para o Brasil foi vergonhosa
LIPPI É CRITICADO POR NÃO RENOVAR
BRASIL: CAUTELA CONTRA SURPRESAS
MAIS DA COPA DAS CONFEDERAÇÕES
O Corriere dello Sport estampou "Vergonha" na sua capa, e considerou a derrota para o Brasil "humilhante", chamando o time de "grotesco". O jornal cita ainda o fim de um ciclo, lembrando que, "entre Itália e Brasil ou Espanha, há um abismo".

Já a Gazzetta dello Sport repetiu as críticas da derrota para o Egito e chamou os jogadores da seleção italiana de "múmias", criticando o fato de a seleção ter sofrido três gols em oito minutos, mas falhou quando precisava marcar apenas um para se classificar. "A um ano do Mundial, tudo tem que ser refeito", publicou o jornal.

O Corriere della Sera também se referiu à Azzurra lembrando os egípcios. "As múmias azuis ficaram imóveis dentro do sarcófago", disse o jornal, citando ainda um "martírio" e a "ilusão de ótica de que o Brasil tinha 15 jogadores".

O técnico da seleção italiana, Marcello Lippi, concordou que o time precisa de uma renovação, mas ao mesmo tempo diz que não há tempo para isso. "Este é um período de reconstrução. Este grupo também será importante para a Copa. A renovação é feita a longo prazo, você não pode fazer uma equipe com 20 novos jogadores", comentou.

Na entrevista para o Corriere dello Sport, Lippi admitiu que passa pelo seu pior momento à frente da seleção italiana. O treinador também falou abertamente em "crise técnica", e reiterou que "nunca disse que este é o grupo que vai para a Copa". Para justificar a decadência do futebol italiano, ele citou ainda a transferência de Kaká e a possível saída de Maicon da Inter de Milão.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host