! Kléberson não toca na bola, corre só 48m e valoriza entrada no fim - 25/06/2009 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Futebol
 
25/06/2009 - 18h40

Kléberson não toca na bola, corre só 48m e valoriza entrada no fim

O volante Kléberson entrou apenas aos 45min do segundo tempo no lugar do atacante Luis Fabiano, mas mesmo assim achou a sua participação na vitória contra a África do Sul por 1 a 0 muito válida, apesar de admitir que não tocou na bola.

BRASIL VENCE A ÁFRICA NO SUFOCO
AFP
Foi sofrido. A segunda "zebra" das semifinais da Copa das Confederações rondou o estádio Ellis Park nesta quinta-feira, mas foi afastada por Daniel Alves. Autor do gol brasileiro na vitória por 1 a 0 sobre a África do Sul, o lateral-direito ajudou a equipe a carimbar sua passagem à decisão da competição pela quarta vez na história. A dificuldade, contudo, foi grande. O gol saiu aos 42min do 2º tempo.
SAIBA COMO FOI A PARTIDA
DANIEL ALVES: GOL AOS FILHOS
KAKÁ VIBRA POR DESCANSO MAIOR
VOCÊ ACHA O BRASIL FAVORITO?
MAIS SOBRE A SELEÇÃO BRASILEIRA
"Já havia acontecido em alguns momentos que nem esse, onde eu não cheguei a relar na bola. Mas nós atletas temos que estar preparados para toda a oportunidade que surgir. Foi boa a minha entrada para segurar o jogo, parar a partida", avaliou.

Nos dados do Datafolha, Kléberson não tem nenhum registro apontado. Mas nas estatísticas do torneio exibidas pela Fifa, o volante da seleção brasileira correu 48 metros durante o tempo que esteve em campo - pouco mais que um minuto. Daniel Alves, que entrou aos 37min do segundo tempo, correu 1057 metros.

Kléberson elogiou a maneira como os sul-africanos atuaram na derrota contra o Brasil pela semifinal da Copa das Confederações. "Me surpreendeu a maneira com que eles jogaram em cima dos nossos erros e saindo em velocidade".

"Quando eles perdiam a bola, voltavam todos atrás, o que tornava muito difícil de criar jogadas. Mas o Brasil teve qualidade para superar a marcação do adversário", elogiou.

Kléberson também não poupou elogios aos Estados Unidos, adversário da final da Copa das Confederações no domingo. "A gente viu que a equipe americana teve uma evolução grande, fez uma belíssima partida contra a Espanha. Agora é preparar bem, descansar bastante, pois na decisão vale tudo".

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host