! Segurança e disputa política viram temas proibidos em balanço para Copa - 26/06/2009 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Futebol
 
26/06/2009 - 08h35

Segurança e disputa política viram temas proibidos em balanço para Copa

A Fifa e a organização do Mundial da África do Sul em 2010 reuniram a imprensa presente na Copa das Confederações nesta sexta-feira num hotel de Johanesburgo para fazer um balanço dos temas pertinentes aos preparativos do evento do próximo ano. O debate aberto trouxe poucas conclusões sobres as principais deficiências do país em termos de estrutura e ainda animosidade a respeito de dois temas: segurança e eleições da Associação Sul-Africana de Futebol.

Na coletiva, dividiram a mesa de debates Joseph Blatter (presidente da Fifa), seu vice, Issa Hayatou (também presidente da Confederação África de Futebol), além dos dois nomes que respondem pela organização da Copa de 2010, que também brigam pela chefia do futebol sul-africano.

Danny Jordaan, chefe do Comitê Organizador do evento, e Irvin Khoza, diretor da organização, disputarão em setembro a presidência da Safa (sigla em inglês para Associação Sul-Africana de Futebol). São rivais políticos conhecidos, apesar de dividirem atribuições nos preparativos da Copa.

Khoza falou brevemente da rivalidade interna com o colega do Comitê Organizador e negou interferência do processo eleitoral nos preparativos ao Mundial. Por sua vez, Jordaan passou o microfone e preferiu não fazer comentários a respeito.

"Temos um compromisso mais importante, compromisso de êxito. Sabemos a importância da competição para a África. Não podemos permitir que essa situação se coloque à frente da Copa, a primeira no país", disse Khoza.

O homem que responde pela Copa do próximo ano também rebateu o tema mais polêmico a respeito da organização sul-africana para o evento do próximo ano. Diante de observações de jornalistas a respeito de preocupações sobre segurança para o Mundial, Jordaan reagiu com truculência, enquanto Blatter assistia sem interferência, mas com algum constrangimento.

"Já respondi essa questão (sobre segurança). Respondo em todas conferências. É sempre a mesma resposta. Espero que você possa ir ao estádio de noite para ver. Que tal fazer outra pergunta, essa não", respondeu o sul-africano, visivelmente irritado.

Transporte e estádios também foram assuntos pertinentes à Copa do próximo ano discutidos na conferência. Os nomes da organização prometeram mais eficiência para deslocamentos internos nas sedes, com maior número de linhas de ônibus e conclusão de linhas de trens, apesar de transferirem responsabilidade às autoridades públicas.

A respeito de estádios, o balanço é o mais positivo até o momento dentre o rol de tarefas para a Copa. As arenas da Copa das Confederações foram bem recebidas, e a organização confia em satisfação maior quando as obras das novas construções ficarem prontas.

"Jogamos em estádios que já existiam (o Ellis Park de Johanesburgo, além de arenas de Bloemfontein, Pretoria e Rustenburgo). Certamente teremos estádios melhores ainda na Copa", disse Jordaan, chefe do Comitê Organizador.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host