! Melhor ataque, Brasil se concentra em não tomar gols para ser campeão - 27/06/2009 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Futebol
 
27/06/2009 - 18h01

Melhor ataque, Brasil se concentra em não tomar gols para ser campeão

A confiança do Brasil em seu ataque é total. Com 11 gols em quatro jogos, melhor desempenho ofensivo entre todas as equipes da Copa das Confederações, a seleção já traçou sua estratégia diante dos Estados Unidos, na final deste domingo: não tomar gol.

Para os jogadores, se o time conseguir ter um bom rendimento na defesa, o ataque resolverá. "Se o Brasil não tomar gol já é meio caminho andado, porque gol nós vamos fazer. Por isso é preciso ter muita concentração", opinou Felipe Melo, um dos responsáveis pela proteção à zaga.

Por enquanto, o sistema defensivo da seleção tem dado conta do recado. Após o susto tomado contra o Egito na estreia, quando levou três gols e quase amargou o empate, o Brasil não foi mais vazado nas partidas seguintes. Júlio César se manteve imbatível contra Estados Unidos (3 x 0), Itália (3 x 0) e África do Sul (1 x 0).

"Ficamos muito contentes quando todo o sistema defensivo não toma gol, é uma sensação muito boa", comentou o goleiro, minimizando a vantagem que levou coletivamente sobre o italiano Buffon e o espanhol Casillas nesta Copa das Confederações. Casillas foi menos vazado (levou dois gols), mas perdeu justamente na semifinal. "A disputa não é com o Buffon ou com o Casillas, é entre as seleções."

Neste domingo, no reencontro com os norte-americanos, o Brasil tentará repetir no aspecto ofensivo o que deu certo na primeira fase. Abrir logo o placar e forçar o adversário a sair para o jogo. "Temos que fazer o gol o mais rápido possível e ter a responsabilidade de não tomar. No primeiro jogo tivemos a felicidade de marcar no início e fizemos eles mudarem todo o esquema", lembrou Felipe Melo.

Artilheiro da competição ao lado dos espanhóis Torres e Villa, todos com três gols, Luís Fabiano tem uma meta particular na partida deste domingo. Ele projetou marcar cinco vezes na Copa das Confederações e ainda está "devendo" dois. No jogo da primeira fase contra os Estados Unidos, o camisa 9 passou em branco.

Contudo, ele prevê dificuldades para cumprir sua meta e já começa a se contentar com menos. "Gostaria de alcançar esse objetivo, mas sabia que seria muito difícil. Será mais uma oportunidade de conquistar essa marca de cinco gols, mas se fizer um e o Brasil sair com o título já está ótimo."

Na semifinal, os Estados Unidos conseguiram segurar o poderoso ataque espanhol e não tomaram gol. No entanto, entre os quatro times que avançaram à segunda fase, a equipe norte-americana foi a mais vazada: levou seis gols em quatro partidas.

O duelo deste domingo começa às 15h30 (de Brasília). O confronto acontecerá no estádio Ellis Park, em Johanesburgo, mesmo palco da semifinal entre Brasil e África do Sul. Já a disputa do terceiro lugar entre anfitriões e Espanha será às 10h (do horário brasileiro) em Rustenburgo, também no domingo.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host