UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/copa-do-brasil/ultimas-noticias/2012/05/15/depois-de-11-anos-no-goias-douglas-reencontra-ex-clube-e-alerta-para-eles-e-o-jogo-do-ano.htm
  • Depois de 11 anos no Goiás, Douglas reencontra ex-clube e alerta: "para eles é o jogo do ano"
  • 14/12/2018
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
15/05/2012 - 08h00

Depois de 11 anos no Goiás, Douglas reencontra ex-clube e alerta: "para eles é o jogo do ano"

Vitor Pajaro
Do UOL, em São Paulo
  • Lateral direito Douglas defendeu o Goiás por 11 anos e pediu atenção no jogo desta 4ª

    Lateral direito Douglas defendeu o Goiás por 11 anos e pediu atenção no jogo desta 4ª

O lateral direito Douglas fez apenas duas partidas com a camisa do São Paulo e nesta quarta-feira no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil terá que deixar o lado sentimental de lado. O camisa 23 enfrentará pela primeira vez o Goiás, clube onde foi revelado e atuou por 11 anos.

Pelo menos na entrevista coletiva desta segunda-feira, o jogador mostrou que está preparado para enfrentar a ex-equipe, e que a emoção de ver pela primeira vez a camisa verde como adversária não será um problema.

“São onze anos, mas hoje defendo o meu e estou defendendo a camisa do São Paulo. Minha carreira foi construída lá, mas tenho filhos dentro de casa e tenho que ganhar para ajudar o São Paulo”, disse o jogador que ganhou a posição após o paraguaio Piris ser criticado na derrota do tricolor na semifinal do Campeonato Paulista.

Na última fase da Copa do Brasil, o atacante Luis Fabiano e o goleio Dênis passaram por uma situação semelhante e tiveram que eliminar a Ponte Preta, clube no qual apareceram para o futebol. Na época, Fabuloso disse que vencer o time de Campinas seria igual “bater na mãe”.

Douglas não usou termos para definir sua ligação com o Goiás, porém, lembrou que o São Paulo tem de ter atenção para não ser superado.

“Para eles é o jogo do ano. Eles estão na série B e vão vir com força total. Temos que estar ciente do que vamos fazer dentro de campo para não deixar que nada de mal aconteça”, alertou, lembrando que pode ser um informante tricolor.

“Se o professor Leão me pedir informações sobre o Goiás vou ajudar no que for necessário. Temos de respeitar o time deles, mas sabemos do nosso potencial”.

Douglas começou, nesta segunda-feira, a sua terceira semana à disposição de Leão. Ele chegou em fevereiro, mas ficou por um bom tempo no departamento médico para se tratar de uma lesão no púbis. Na ocasião, a diretoria são-paulina acabou sendo muito criticada. Tudo já faz parte do passado.

Placar UOL no iPhone