UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/copa-do-brasil/ultimas-noticias/2013/04/03/rio-branco-ac-x-inter.htm
  • D'Ale é expulso, mas Inter faz 2 a 0 no último min e elimina Rio Branco
  • 17/01/2019
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Diego Forlán marcou segundo gol aos 48 min do segundo tempo e garantiu avanço

Diego Forlán marcou segundo gol aos 48 min do segundo tempo e garantiu avanço

03/04/2013 - 23h59

D'Ale é expulso, mas Inter faz 2 a 0 no último min e elimina Rio Branco

Do UOL, em Porto Alegre

O Internacional está na segunda fase da Copa do Brasil. Com atuação discreta e D’Alessandro expulso no primeiro tempo, o time de Dunga fez 2 a 0 no último minuto, e de pênalti, e eliminou o Rio Branco-AC, nesta quarta-feira, na Arena da Floresta, no Acre. Caio e Forlán marcaram no triunfo gaúcho.

O desempenho da equipe dirigida por Dunga ficou abaixo do esperado. Antes mesmo da expulsão de D’Alessandro, o Inter tinha dificuldades de criar chances de gol. Dátolo sucumbiu a marcação e o rendimento ofensivo só melhorou na etapa final, com Caio e Otávio. Foi o atacante quem marcou primeiro, após cobrança de falta de Forlán. E o uruguaio liquidou o confronto aos 48 min do segundo tempo, de pênalti.

O início do jogo deu a impressão de que o Inter venceria facilmente. Com apenas 40 segundos de bola rolando Forlán apareceu dentro da área e chutou de primeira, mas o goleiro Douglas espalmou. O lance acabou sendo uma rara chegada do Colorado ao gol dos donos da casa.

Marcando forte, e às vezes até sendo mais violento, o Rio Branco-AC não deu espaços para o Internacional criar. O ímpeto forte da equipe local deixou o time de Dunga irritado rapidamente. Primeiro foi Dátolo, que esbravejou e trocou empurrões antes de um escanteio.

Depois foi a vez de D’Alessandro cair na armadilha do Rio Branco-AC. Aos 22, o meia foi empurrado por Testinha e revidou com um chute sem bola. O jogador do time do Acre partiu para cima, tentando acertar um soco no argentino.

O árbitro Fledes Rodrigues Santos não pestanejou e expulsou os dois. Sem D’Alessandro, o Inter ficou mais pobre ainda no quesito ofensivo. O Rio Branco-AC ao contrário, passou a se soltar mais. E aos 38 criou sua melhor chance com Roby, em chute de fora da área espalmado por Muriel.

"Me enrolei com o cara aí e fui expulso. Não foi muita coisa, mas em um jogo assim, com arbitragem inexperiente, pode acontecer. Aconteceu. Bola para frente", disse D'Alessandro durante o intervalo.

No segundo tempo o Inter apareceu mais no ataque. A grande diferença surgiu aos 18 minutos, quando Caio – que recém havia entrado no lugar de Rafael Moura, desviou para o fundo da rede após cobrança de falta de Forlán. Logo em seguida Josimar teve a chance de marcar o segundo, mas chutou por cima.

E mais tarde, com Otávio na vaga de Dátolo, o Colorado seguiu tentando liquidar o confronto. Aos 47 minutos o esforço deu certo. Caio foi derrubado dentro da área e o pênalti foi marcado. Na cobrança, Diego Forlán garantiu o avanço direto.

Placar UOL no iPhone