Robinho se machuca, vira assistente e lamenta: "Por um detalhe..."

Do UOL, em São Paulo

O Santos se viu sem seu protagonista durante o segundo tempo da decisão da semifinal da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro. Aos 15 minutos, quando o placar apontava 3 a 1 para o time da casa, logo após o gol de Rildo, Robinho sentiu lesão na coxa esquerda e teve de deixar o campo. No banco de reservas, virou um assistente técnico informal de Enderson Moreira, e de lá viu a equipe ceder dois gols e a vaga na final.

Após tratar a lesão por alguns minutos, Robinho se levantou e ficou em pé no banco de reservas, próximo ao treinador da equipe. Quando a bola parou, o atacante deu 30 anos passou instruções – principalmente a Gabriel Barbosa, o Gabigol, melhor em campo. Mas mesmo assim, saiu derrotado. Placar que refletiu lamentações após o apito final, mas também certo orgulho.

"Orgulhoso dos meus companheiros. Lutou até o final, por um detalhe deixou a classificação passar", falou, à Rádio Globo. Robinho destacou os aplausos da torcida à equipe, mesmo com a derrota no placar agregado.

"Por outro lado orgulhoso dos companheiros do Santos. Infelizmente não conseguimos ser campeões, acho que a torcida aplaudiu porque viu um time guerreiro e que lutou até o fim".

Robinho ainda não sabe se a lesão na coxa é grave e poderá tirá-lo das próximas partidas pelo Brasileirão: "Acabei sentindo um pouquinho a coxa aqui. Saí triste por não ter classificado para a final, mas orgulhoso do time que honrou a camisa do Santos", completou.

Sobre Gabigol, a quem passou instruções, Robinho fez só elogios: "Ele está de parabéns pelo que vem fazendo, é um grande jogador".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos