Debaixo de vaias, Fla empata com Náutico antes da chegada de Cristóvão

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Ruano Carneiro/AGIF

    Paulinho disputa a bola no empate entre Flamengo e Náutico no Maracanã

    Paulinho disputa a bola no empate entre Flamengo e Náutico no Maracanã

A má fase do Flamengo continua após a demissão de Vanderlei Luxemburgo. Horas depois de anunciar a contratação do técnico Cristóvão Borges, o Rubro-negro foi muito vaiado e apenas empatou com o Náutico por 1 a 1, nesta quarta-feira, no Maracanã. Os gols de Wallace e Douglas deixaram os cariocas com a obrigação da vitória no jogo de volta, em 22 de julho, para avançarem às oitavas de final da Copa do Brasil - empate a partir de dois gols também serve. Os pernambucanos têm a vantagem da igualdade por 0 a 0.

Agora, os times concentram-se novamente no Campeonato Brasileiro. O Flamengo tem pela frente o clássico contra o Fluminense, que marca a estreia de Cristóvão, domingo, às 18h30, no mesmo Maracanã. Já o Náutico encara o Sampaio Corrêa, sábado, às 16h30, no Castelão, pela Série B.

Fases do jogo: Com público modesto nas arquibancadas, o Flamengo demorou a entrar no jogo, mas comandou as ações. O Náutico também apareceu no setor ofensivo, porém, foi para o vestiário em desvantagem depois de o time da casa insistir nos cruzamentos para a área. Aos 43min, Arthur Maia cobrou escanteio. Cáceres acertou o travessão e Wallace mergulhou em cabeceio para abrir o placar.

O segundo tempo foi mais aberto e proporcionou algumas chances de gol. Canteros desperdiçou lance claro para o Flamengo e o Náutico passou a gostar do jogo. Aos 30min, Marino avançou com liberdade e deixou Douglas em boa condição. O atacante dominou e tocou na saída de Paulo Victor para empatar. O duelo terminou com vaias de uma torcida rubro-negra insatisfeita e com a alegria dos pernambucanos.

O melhor: Canteros - Foi o responsável por conduzir o Flamengo ao ataque e apareceu com frequência na área adversária.

O pior: Almir - Não esteve bem. Tentou abastecer o setor ofensivo, mas segue longe do que já apresentou na carreira.

Chave do jogo: O sistema defensivo do Flamengo vacilou e proporcionou espaços ao Náutico para empatar a partida no segundo tempo.

Para lembrar: Campeão da Copa do Brasil de 2013 e do Campeonato Carioca de 2014, o técnico Jayme de Almeida comandou de forma interina o Flamengo na noite desta quarta-feira. Ele segue como auxiliar da comissão técnica fixa mesmo com a chegada de Cristóvão Borges.

FLAMENGO 1 X 1 NÁUTICO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Renda: R$ 158.710,00
Público: 6.174 pagantes / 7.001 presentes
Cartões amarelos: Armero, Paulinho e Matheus Sávio (Flamengo); Willian Magrão e Gaston (Náutico)
Gols: Wallace, aos 42min do primeiro tempo, Douglas, aos 30min do segundo tempo

Flamengo
Paulo Victor; Pará, Wallace, Bressan e Armero; Cáceres (Eduardo da Silva), Canteros e Almir (Márcio Araújo); Arthur Maia (Matheus Sávio), Paulinho e Alecsandro
Técnico: Jayme de Almeida

Náutico
Júlio César; Guilherme, Flávio, Fabiano Eller e Gaston; João Ananias, Rogerinho (Josimar), Marino e Pedro Carmona (Renato); Douglas e Willian Magrão (Bruno Alves)
Técnico: Levi Gomes

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos