Cruzeiro se espelha no Corinthians para ter sucesso na Copa do Brasil

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Leonardo Silva / Light Press / Cruzeiro

    Deivid, técnico do Cruzeiro

    Deivid, técnico do Cruzeiro

O Cruzeiro empatou com o Campinense sem gols na noite dessa quarta-feira (20). Deivid, no entanto, não perdeu a confiança na classificação da equipe. O treinador crê que é possível passar pelo time da Paraíba no jogo de volta, no Mineirão, e se espelha, inclusive, em um duelo do Corinthians contra o River-PI, em 2002, o qual participou na condição de atleta.

No ano em que faturou o segundo título da Copa do Brasil, o Corinthians iniciou a caminhada no Piauí. Na ocasião, a equipe foi ao estádio Albertão e venceu por 2 a 1, o que exigia o jogo de volta em São Paulo. No Pacaembu, a vitória por 2 a 0 empolgou os comandados de Carlos Alberto Parreira.

E o atual comandante do Cruzeiro sabe que a campanha realizada pelos paulistanos à época pode ser uma boa referência neste ano.

"Vencemos por 2 a 1 apenas. Enfrentamos muitas dificuldades, mas conseguimos vencer em São Paulo e batemos campeão. Cada jogo é uma história. No campo, temos que jogar com atenção e equilibrado para não sermos surpreendidos. São 11 contra 11 e todo mundo querendo vencer. Se você não tiver atitude e vontade de vencer, você é surpreendido", afirmou.

Questionado sobre o resultado - empate por 0 a 0 fora de casa - ser considerado uma zebra por conta dos investimentos feitos pelas duas equipes, Deivid fez uma comparação ao Sport, eliminado pelo Campinense na semifinal da Copa do Nordeste.

"Depende. Eu cheguei aqui em 2002 e quase perdi. Cada jogo é uma história. O Sport veio aqui e perdeu, um time de Série A. O Campinense enfrentou o Sport e passou. Não conseguimos colocar nossa intensidade e acabou o jogo em 0 a 0", concluiu.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos