'Não é catástrofe', diz Muricy após derrota do Fla para Fortaleza

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

    O técnico Muricy Ramalho minimizou a derrota do Flamengo na Copa do Brasil

    O técnico Muricy Ramalho minimizou a derrota do Flamengo na Copa do Brasil

O Flamengo teve mais uma atuação aquém do esperado nesta quarta-feira (4) e voltou a irritar os torcedores após as recentes eliminações. A derrota por 2 a 1 para o Fortaleza ampliou a crise na Gávea e os questionamentos sobre o trabalho realizado no departamento de futebol.

Perguntado se o revés para uma equipe que disputa atualmente a terceira divisão do Campeonato Brasileiro poderia ser classificado como catástrofe, o técnico Muricy Ramalho minimizou o impacto do resultado.

"Não é catástrofe. Isso aqui é mata-mata, não acabou hoje. A Copa do Brasil é assim", afirmou, apontando na sequência as falhas da equipe.

"Fomos infelizes e o segundo gol complicou bastante. O Flamengo é um time muito grande e não pode ficar atrás, aconteceu isso no jogo. Também fomos muito mal na etapa inicial", concluiu.

O jogo de volta está marcado para 18 de maio, em Volta Redonda. Os cariocas precisam vencer por 1 a 0 - ou dois gols de diferença - para avançar na Copa do Brasil. Caso contrário, a equipe somará a terceira queda antes da metade da temporada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos