Crise sem fim: Flu empata com Ypiranga e vê situação delicada na Copa BR

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

    Magno Alves em ação durante Fluminense x Ypiranga

    Magno Alves em ação durante Fluminense x Ypiranga

O poço do Fluminense, ao que tudo indica, ainda não chegou ao fim. Nesta quarta-feira, o time jogou mal e só empatou com o Ypiranga-RS por 1 a 1, em Volta Redonda. Os gaúchos abriram o placar com João Paulo e ampliaram a crise no Tricolor, que passou a ser vaiado pelos 492 torcedores que pagaram ingresso no Raulino de Oliveira. Magno Alves descontou e minimizou o vexame.

Agora, o Fluminense terá que conquistar qualquer vitória em Erechim ou empatar marcando no mínimo dois gols no jogo de volta, no dia 27, no Rio Grande do Sul.

Nervoso, Flu tenta comandar, mas se complica com contra-ataques do Ypiranga

Amplamente favorito, o Fluminense tentou comandar as principais ações do jogo em Volta Redonda. A realidade, porém, é que o primeiro tempo foi um baile dos gaúchos nos cariocas. Com contra-ataques velozes, o Ypiranga poderia ter ido para o intervalo com ao menos três gols no placar.

Flu perde Wellington Silva e Scarpa por lesão e se complica

O Fluminense realmente não vive um bom momento. A torcida pede reforços, mas a realidade é que o time deverá se enfraquecer ainda mais nos próximos jogos. Isso porque Gustavo Scarpa e Wellington Silva se lesionaram e podem ter que parar para tratar torção no joelho direito e uma lesão muscular na coxa esquerda, respectivamente.

Gol do Ypiranga amplia revolta, e torcedores deixam jogo em 2º plano

O gol do Ypiranga, aos 24min do primeiro tempo, ampliou o sentimento de revolta dos torcedores do Fluminense. Eles deixaram o jogo em 2º plano e passaram a protestar no local mais próximo ao banco de reservas. Gum, Osvaldo, Diego Cavalieri, Pierre e Levir Culpi foram os mais perseguidos. Isso sem falar, é claro, do presidente Peter Siemsen.

Flu muda postura no intervalo e reage, mas pênalti perdido 'mata' virada

No segundo tempo, o Fluminense mudou a postura e voltou agressivo para o campo. logo no primeiro minuto acertou o travessão, com Gum. O gol de empate demorou um pouco mais: 11min, com Magno Alves. A virada parecia questão de tempo pelo volume de jogo apresentado. Cícero, porém, desperdiçou cobrança de pênalti e 'matou' uma reação mais completa.

Flu vira motivo de piada e revolta no Twitter

FLUMINENSE 1 X 1 YPIRANGA-RS

Data e hora: 05/07/2016, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília)
Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Árbitro: Wanderson Alves de Sousa (MG)
Auxiliares: Celso Luiz da Silva e Marconi Helbert Vieira (MG)
Cartões amarelo: Pierre, Jonathan e Douglas (FLU) João Paulo e Henrique (YPI)
Gols: João Paulo, aos 24min do primeiro tempo; Magno Alves, aos 11min do segundo tempo;

Fluminense
Diego Cavalieri, Wellington Silva (Jonathan), Gum, Henrique e William Matheus; Pierre (Richarlison), Douglas, Cícero e Gustavo Scarpa (Dudu); Osvaldo e Magno Alves. Técnico: Levir Culpi

Ypiranga
Carlão, Márcio, Negretti, Gustavo e Sander; Jessé, Robson, Danilo (Henrique) e Mikael; Tulio Renan (Raphael Alemão) e João Paulo (Léo). Técnico: Leocir Dall'Astra

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos