Levir agenda conversa com presidente e pedirá demissão do Flu

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

O técnico Levir Culpi não está satisfeito e pedirá demissão do Fluminense. O treinador revelou sua intenção nesta quarta-feira após empate por 1 a 1 com Ypiranga-RS pela Copa do Brasil. O treinador diz que não está tendo a resposta esperada dos atletas e que talvez ele seja o motivo da má fase do Tricolor na temporada.

"Não me sinto bem nesse momento. Quero ter uma conversa com Peter [Siemsem, presidente do Fluminense] nesta quinta sobre minha permanência ou não. Para o que pretendo do time e conversamos com os jogadores, não ocorreu nada do que queria. Talvez o problema seja eu. Pretendo conversar com o presidente e vamos resolver a situação", disse Levir. "Essa conversa será definitiva. Meu pensamento agora é de querer resolver essa situação", completou.

Em seguida, Levir Culpi perdeu o controle ao ser perguntado se havia um problema de relacionamento com os jogadores. Ele debateu com a jornalista e recuou. O ainda treinador do Fluminense disse que os protestos dos torcedores não tem qualquer influência na sua decisão de deixar o Tricolor.

"O time tem sido regular. Vencemos Corinthians e Flamengo. O problema é a relação do que peço e o que estão fazendo. Um problema meu com os jogadores. Não tem nada de parte externa. Por isso estou me sentindo responsável", afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos