Paulo Bento diz que protestos não o intimidam: "Não deixarei de dormir"

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press

    Técnico Paulo Bento orienta o Cruzeiro em jogo no Mineirão diante do Vitória

    Técnico Paulo Bento orienta o Cruzeiro em jogo no Mineirão diante do Vitória

"Seria legal se o Paulo Bento voltasse para Portugal". Mesmo com o triunfo sobre o Vitória e a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil, a música foi entoada por parte da torcida do Cruzeiro que foi ao Mineirão nesta quarta-feira (20). Mas as manifestações não incomodaram o lusitano. Pelo contrário, ele afirma que os protestos não influenciam em seu trabalho.

A semana foi conturbada na Toca da Raposa II. A declaração de Riascos, em que chamou o Cruzeiro de "m***", e a invasão de uma organizada ao centro de treinamentos deixaram o clima bastante instável. Alheio a tudo isso, o europeu assegura que as situações não interferiram no resultado do duelo disputado no Gigante da Pampulha:

"Foi na segunda-feira (que a torcida invadiu o CT). São situações do futebol. Já aconteceram em outros times do mundo, seguramente. Mas se me perguntar se (a invasão) resolve algo, eu digo que não. Hoje, não jogamos pior ou melhor por causa disso. Estou de corpo e alma no clube, de corpo e alma com os nossos jogadores. Sei que, em um momento ou outro, podemos ter mais dificuldades para colocar em prática o que treinamos", disse.

"A vida do treinador é feita de críticas, não é algo que me preocupe. Não deixarei de dormir hoje e nem amanhã também. Faz parte do meu trabalho receber críticas", acrescentou o comandante.

Embora tenha obtido a classificação na Copa do Brasil, o Cruzeiro encontra obstáculos no Campeonato Brasileiro. A equipe de Paulo Bento ocupa a zona de rebaixamento do torneio, com apenas 15 pontos. Mesmo com os resultados negativos na principal competição nacional, o treinador garante que está orgulhoso com as atitudes de seus atletas.

"Estou extremamente orgulhoso pela atitude dos jogadores e assim ficarei. Eu não analiso só resultados, analiso comportamentos. Todos nós teremos alguns momentos de dificuldades. Aprendi uma frase que atrás do morro, há morro. Atrás do problema há problema", declarou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos