Após derrota do SP, Maicon dispara: "O que está acontecendo é uma vergonha"

Do UOL, em São Paulo

O zagueiro Maicon se mostrou irritado depois de mais uma derrota do São Paulo dentro de casa. Nesta quarta-feira (24), pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o defensor criticou a atuação da equipe e o "futebol péssimo" apresentado.

"A torcida fala por si. O que está acontecendo é uma vergonha, as coisas não estão correndo bem", afirmou ao "Sportv". "Mais uma vez demonstramos um futebol péssimo, sem intensidade, por isso saímos com a derrota".

Depois da derrota por 2 a 1 para o Juventude, a torcida presente no Morumbi vaiou o time. Esse é o segundo revés seguido do São Paulo em casa. Pelo Campeonato Brasileiro, a equipe havia sido superada pelo Botafogo, no último jogo antes da chega do novo técnico Ricardo Gomes.

"Mudou de treinador, é um treinador que tem feito um bom trabalho, apesar de pouco tempo. Mas a gente não está assimilando da melhor maneira possível. A gente está perdendo jogos dentro de casa que não é para perder", prosseguiu. "A diretoria precisa intervir, descobrir onde está o erro, isso passa pelos jogadores e pela comissão técnica também".

Mais tarde, em entrevista coletiva na saída do estádio, o zagueiro manteve o tom. Para Maicon, o elenco precisa "sentir o peso da camisa" e voltar a jogar como um time grande.

"Todos têm que se unir e ver onde está o erro do São Paulo. A gente tem que estar sincronizado para tentar achar uma solução para sair dessa situação. Cada jogador está focado, ciente do que pode fazer. Claro que o São Paulo de hoje não é o mesmo da Libertadores, isso tem que deixar bem claro. Sou bastante cobrado, principalmente em redes sociais, pelo Maicon de seis meses atrás. Mas tem que ver que não é o São Paulo de dois, três meses atrás", disse o zagueiro, que foi além.

"Nossa equipe não está conseguindo trocar três passes e a defesa fica exposta. Toda hora a bola chega ao nosso gol e uma acaba entrando. O São Paulo é time grande e está jogando como time pequeno. A gente viu um São Paulo muito inferior contra o Inter. Todos os jogadores têm que mostrar responsabilidade e vergonha na cara", completou.

Depois da derrota, com todos os jogadores já no vestiário, Lugano e Buffarini permaneceram no banco de reservas conversando. "Ficamos conversando, tratando sobre como ir em frente, na realidade somos um grupo e somos nós que entramos no campo. Somos nós que temos que nos cobrar nesse momento, e mostrar caráter e personalidade aqui no domingo no campo", explicou Buffarini ao "Sportv".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos