Torcida protesta em frente ao Morumbi após derrota do SP para o Juventude

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

A derrota do São Paulo para o Juventude irritou os torcedores tricolores. Depois do revés por 2 a 1, os são-paulinos se dirigiram ao portão principal do Morumbi e passaram a entoar cânticos contra o presidente Leco, o gerente de futebol, Gustavo Vieira de Oliveira, e o elenco.

Por causa da presença dos torcedores, policiais se posicionaram em frente ao estádio, para evitar qualquer tipo de confusão. Enquanto isso, a torcida entoava canto de "time sem vergonha".

Depois da derrota por 2 a 1 para o Juventude, a torcida presente no Morumbi também vaiou o time. Esse é o segundo revés seguido do São Paulo em casa. Pelo Campeonato Brasileiro, a equipe havia sido superada pelo Botafogo, no último jogo antes da chegada do novo técnico Ricardo Gomes.

A atuação do São Paulo incomodou também os jogadores. Depois da partida, Maicon classificou como "péssimo" o futebol apresentado contra o Juventude. "A torcida fala por si. O que está acontecendo é uma vergonha, as coisas não estão correndo bem", afirmou ao "Sportv".

Questionado sobre o comportamento da torcida, que protestou também durante a partida, o técnico Ricardo Gomes disse acreditar que a irritação não é apenas por causa da derrota para o Juventude. "Comportamento de torcida não dá para analisar. Certamente não foi por esse jogo, tem um histórico. Não pode questionar torcida. Eu tenho que melhorar o time do São Paulo".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos