Cuca elogia organizada e reclama de vaias: 'Deveriam ter vergonha'

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

Uma vitória confortável por 3 a 0, mas um ponto de irritação para o técnico Cuca e o Palmeiras. Na noite desta quarta-feira, o treinador palmeirense reclamou do comportamento de um grupo de torcedores localizados atrás do banco de reservas. Sobrou até comparação com as organizadas.

"A organizada, que a gente sempre dá pau, puxa até o fim cantando...estes estão de parabéns. Os caras atrás do banco deveriam ter vergonha do que fizeram, foi um absurdo", reclamou o treinador.

"Deveriam ter vergonha de vaiar um time que dá tudo para eles. Eles deviam por a mão na consciência, não faria o que eles estão fazendo, de jeito nenhum. É minoria, mas eu não entendo", acrescentou.

O inconformismo de Cuca recaiu sobre os torcedores responsáveis por um raro momento de reclamação no Allianz Parque em 2016. Quando o árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva apitou o fim da primeira etapa, um grupo vaiou, enquanto outra parte do estádio incentivou.

Ainda durante a partida, o próprio treinador deu as costas ao jogo e se virou para cobrar os torcedores, que, no fim, saíram satisfeito com a vitória por 3 a 0 e a vaga encaminhada às quartas de final da Copa do Brasil.

A birra de Cuca com o grupo de torcedores se estendeu até aos vestiários do Palmeiras. O próprio treinador reclamou com Vitor Hugo sobre o comportamento dos palmeirenses localizados atrás do banco de reservas.

Pela primeira vez, Cuca mostrou uma maior veemência ao tratar da nova 'turma do amendoim'. Os questionamentos ocorrem em uma noite na qual o Allianz Parque esteve longe de receber um grande público: 24 mil pessoas presenciaram o triunfo alviverde.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos