Cruzeiro goleia o Botafogo fora de casa e dá passo importante na Copa BR

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Jorge Rodrigues/Eleven/Estadão Conteúdo

    Jogadores do Cruzeiro comemoram gol sobre o Botafogo na Copa do Brasil

    Jogadores do Cruzeiro comemoram gol sobre o Botafogo na Copa do Brasil

Em jogo eletrizante, o Cruzeiro deu um passo importante na Copa do Brasil ao golear fora de casa o Botafogo, nesta quinta-feira, por 5 a 2, no jogo de ida das oitavas de final. Com o resultado, os mineiros podem perder por até 3 a 0 em Belo Horizonte que ficam com a vaga.

As falhas da zaga alvinegra e o bom desempenho do trio Robinho, Rafael Sóbis e Ábila acabaram sendo o ponto de desequilíbrio da partida.

As equipes voltam a se enfrentar dia 21 de setembro.

Noite trágica da zaga alvinegra

A torcida do Botafogo perdeu a paciência com a defesa. Primeiro foi Renan Fonseca, que cometeu um pênalti bobo na etapa inicial e originou o gol de Ábila. Em seguida foi a vez de Emerson falhar duas vezes. Primeiro fez gol contra. Depois, não alcançou a bola e Ábila fez mais um. Os alvinegros, então, vaiaram até o fim a dupla.

Sassá deu trabalho e Ábila foi matador

Dando continuidade à sua boa temporada, Sassá voltou a se destacar e incomodou bastante a zaga cruzeirense. Ele fez um gol e poderia ter assinalado outro, que foi anulado de forma equivocada no segundo tempo quando a arbitragem enxergou um impedimento inexistente.

Já Ábila, pelo Cruzeiro, fez o que dele se espera: gol. Um de pênalti e outro demonstrando oportunismo ao concluir de cabeça.

Campo criticado

O gramado da Arena da Ilha foi bastante criticado pelo atacante Rafael Sóbis, do Cruzeiro, à Fox Sports:

"O campo está ruim. Muito ruim mesmo!".

Festival de dribles

Os botafoguenses estavam inspirados no quesito dribles. No primeiro tempo, Neilton aplicou uma bela caneta e Luís Ricardo um bonito lençol em seus adversários cruzeirenses.

Japoneses na área

O time sub-17 do Kashima Antlers, do Japão, se fez presente na Arena da Ilha acompanhando a partida. Os jogadores demonstraram respeito ao hino nacional brasileiro e ficaram de pé durante a execução.

BOTAFOGO 2 X 5 CRUZEIRO
Local:
Arena da Ilha, Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 20h
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Auxiliares: Herman Brumel Vani e Marcelo Van Gasse
Renda e público: R$ 143.920,00 / 4.491 pagantes e 4.956 presentes
Cartões amarelos: Emerson (BOT); Ábila (CRU)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Sassá, aos 37 minutos do primeiro tempo (BOT); Ábila, aos 45 minutos do primeiro tempo e aos 19 minutos do segundo tempo (CRU); Emerson (contra), aos 13 minutos do segundo tempo (CRU); Neilton, aos 14 minutos do segundo tempo (BOT); Robinho, aos 21 minutos do segundo tempo (CRU); Henrique, aos 46 do segundo tempo (CRU)

BOTAFOGO
Sidão, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Santos e Diogo Barbosa; Aírton (Canales), Bruno Silva (Leandrinho), Rodrigo Lindoso e Camilo; Neilton (Rodrigo Pimpão) e Sassá
Técnico: Jair Ventura

CRUZEIRO
Rafael, Lucas, Manoel, Bruno Rodrigo e Edimar; Ariel Cabral(Lucas Romero), Henrique, Robinho, Arrascaeta e Rafael Sóbis (Rafinha); Ábila (William)
Técnico: Mano Menezes
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos