Como em 2015, Atlético-MG vive dilema entre Copa do Brasil e Brasileirão

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético

    Que time levar? Galo viajou com todos os atletas, mas Marcelo escondeu quem joga

    Que time levar? Galo viajou com todos os atletas, mas Marcelo escondeu quem joga

Depois do empate por 1 a 1 dentro do Mineirão, o Atlético-MG volta a enfrentar a Ponte Preta pela Copa do Brasil, agora no estádio Moisés Lucarelli. Terceiro colocado do Brasileiro e ainda sonhando com o título, a equipe vive um dilema. Sonhando com o maior título do país, Marcelo Oliveira não pretende sacrificar seus jogadores mais desgastados na competição de mata-mata. Por outro lado, abdicar tão cedo da Copa não é visto com bons olhos e sequer garantia de algo, correndo o risco de ficar de mãos vazias e repetir o ano passado, quando não levantou nenhuma taça no final do ano.

Para avançar, o Atlético precisará ganhar ou empatar por dois gols ou mais. Um novo 1 a 1 levará o confronto aos pênaltis. O 0 x 0 dará vaga para a equipe paulista.

Em 2015, o Atlético viveu momento parecido. No Brasileirão, o time mineiro perseguia o futuro campeão Corinthians. Nesta mesma época do ano, a diferença que separavam os dois clubes era de cinco pontos (54 contra 49). Paralelo ao torneio, o time disputou as oitavas de final da Copa do Brasil. Apesar de ter entrado com o time titular nas oitavas de final, a equipe não apresentou aquele futebol de encher os olhos em nenhum dos jogos contra o Figueirense.  Na ida, empate nos acréscimos por 1 a 1 dentro do Horto. Na volta, as falhas nas jogadas aéreas custaram a virada em Florianópolis (2 a 1) e a eliminação precoce.

Em sua entrevista após o clássico contra o Cruzeiro, Marcelo Oliveira mostrou certa cautela quanto aos atletas mais desgastados. Recentemente, Robinho foi preservado no Brasileiro para recuperar suas condições físicas. Atualmente, o lateral Fábio Santos, veterano com 31 anos recém-completados é outro que tem atuado com bastante frequência desde a saída de Douglas Santos. A decisão do treinador, porém, só será conhecida nos vestiários. Sem revelar o time, Marcelo fez mistério com treino fechado, mas relacionou todos os atletas à disposição, inclusive o volante Leandro Donizete, recuperado de um estiramento na coxa.

Apesar do mistério, alguns nomes já podem ser considerados peças certas no time que começa o jogo. O venezuelano Otero demorou a se encontrar em campo, mas vem de duas boas partidas no Brasileirão. Porém, como está suspenso para o duelo contra o Inter, deverá seguir como titular. No ataque, Fred já atuou na competição pelo Fluminense, e por isso não pode jogar. Com isso, Lucas Pratto deverá retomar a vaga e começar jogando.

PONTE PRETA x ATLÉTICO-MG

Motivo: Oitavas de final, Copa do Brasil 2016
Data/Hora: 21/09/2016, às 19h30
Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Carlos Berkenbrock (SC)

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Matheus Jesus e Elton (Galhardo); Clayson, Felipe Azevedo (Jeferson) e Roger. Técnico: Eduardo Baptista.

ATLÉTICO-MG: Victor; Carlos César, Gabriel (Leonardo Silva), Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca (Leandro Donizete), Júnior Urso, Otero, Robinho (Cazares) e Clayton; Pratto. Técnico: Marcelo Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos