Árbitro relata gritos de "pega ladrão" de Euriquinho e ofensa de Rodrigo

Do UOL, em São Paulo

Em mais um jogo quente na Copa do Brasil na noite da última quarta-feira, o árbitro Jean Pierre Gonçalves de Lima relatou ofensas do zagueiro Rodrigo e do assessor da presidência vascaíno Eurico Brandão (mais conhecido como Euriquinho) no empate por 2 a 2 entre Vasco e Santos.

Segundo a súmula, Rodrigo foi expulso ao término da partida por "proferir as seguintes palavras de forma persistente: 'tu é um cagão, tu é um cagão'". O  jogador reclamava de uma suposta falta não marcada em Alan que resultou, no contra-ataque, no segundo gol santista ao 38min do segundo tempo. O Vasco precisava de mais um gol no momento para levar a disputa para os pênaltis, mas o empate selou a eliminação. 

Já Euriquinho, que é filho do presidente Eurico Miranda ,recebeu o quarto árbitro Diego Real e o inspetor de arbitragens Nelson Monção no vestiário do Vasco, segundo a súmula, com gritos de "Pega ladrão, tem ladrão no vestiário. Guarda o relógio, guarda a carteira. Vocês têm que sair de camburão. Isso é uma vergonha. O mundo dá voltas, iremos nos encontrar pelos aeroportos. É você mesmo que estava em outros jogos. Vocês são tudo ladrão".

A súmula ainda aponta que, no momento em que o quarteto de arbitragem deixava o campo de jogo, "foi arremessado um calçado (tênis) e uma sandália (chinelo havaiana) vindos da torcida do Vasco".

A serie de incidentes relatos por Jean Pierre Gonçalves de Lima deve ser analisada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e pode render denúncias ao Vasco (pelo arremessos de objetos), a Rodrigo e Eurico Brandão. Além deles, Andrezinho foi expulso aos 42min do segundo tempo de forma direta após uma entrada em Luis Felipe.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos